Gestão profissional para pequenos e médios laboratórios: estrutura de um programa sem custo de implantação | Newslab 145

Por Humberto Façanha*


Com raras exceções, hoje há um consenso em praticamente todas as regiões do País, sobre as dificuldades econômicas/financeiras pelas quais passam os laboratórios (principalmente os de pequeno e médio porte) que trabalham com qualidade.

Na seção NewsLab publicada na edição anterior, analisei múltiplas causas deste problema e, pessoalmente, tenho a opinião de que devíamos (donos de laboratórios) reclamar menos e agir mais. A crise é de precificação (imposta de forma inexorável pelo mercado) e negócios operando em ambientes de baixas receitas, devem, necessariamente, serem geridos de forma profissional. Não existe mais espaço para o amadorismo na gestão laboratorial no Brasil. A luta é por centavos! Somente os mais competitivos irão sobreviver, considerando operações dentro de um paradigma cuja premissa básica seja a qualidade. Repito o que já escrevi, a saída, como todos já perceberam, é pela gestão profissional.

O laboratório é uma alternativa de investimento, portanto, deve produzir lucro aos sócios, não só a satisfação da paixão pela profissão. Estamos fazendo a nossa parte na luta pela sobrevivência e lucratividade dos pequenos e médios laboratórios do Brasil. Criamos uma solução para ajudar definitivamente na saída da crise, já testada e aprovada por dezenas de laboratórios e, agora disponibilizada sem custo de implantação e aquisição, operando via internet e aluguel de acesso, viabilizando seu uso pelos pequenos e médios laboratórios das mais longínquas regiões, socializando a gestão profissional no País. Trata-se do software intitulado Programa de Proficiência em Gestão Laboratorial – PPGL.

O sistema do PPGL já foi implantado em aproximadamente uma centena de laboratórios clínicos, viabilizando, de forma confidencial, anônima, comparar o desempenho (mais de duzentos indicadores) dos participantes do programa. Isto possibilita identificar a existência de problemas, onde os resultados do seu laboratório forem piores que as médias dos participantes. O PPGL avalia a competitividade e o risco de insolvência de cada um dos laboratórios do programa, elabora o diagnóstico organizacional e propõe plano de ações corretivas e preventivas. Trata-se de um algoritmo heurístico que agrega alto valor ao processo decisório, tendendo tornar competitivos os laboratórios que o implantam, reduzindo os riscos e incrementando a lucratividade.

Apresentamos, de maneira sintética, o diagrama dos processos do PPGL, bem como suas fórmulas de regressão

 

1
Clique para ver ampliado

 

Boa sorte e sucesso!

 


FOTO FAÇANHA

*Humberto Façanha da Costa Filho – professor e engenheiro, atualmente é diretor da Unidos Consultoria e Treinamento e do Laboratório Unidos de Passo Fundo/RS, professor do Centro de Ensino e Pesquisa em Análises Clínicas (CEPAC) da Sociedade Brasileira de Análises Clínicas (SBAC) e professor do Instituto Cenecista de Ensino Superior de Santo Ângelo (IESA), curso de Pós-Graduação em Análises Clínicas.


 

 

 

 

 

 

 

Confira a ultima edição da Newslab

Seções
Fechar Menu