fbpx

Correlação da dosagem de ferro sérico com anemia microcítica e/ou hipocrômica em pacientes atendidos em um laboratório de análises clínicas

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Resumo:

Introdução: A diminuição ou ausência das reservas de ferro no organismo, pela má absorção ou a não ingestão suficiente de alimentos, envolvem os fatores carenciais que podem evoluir para anemia ferropriva. Dentre os grupos vulneráveis, crianças e gestantes, destacam-se por apresentar maior número de casos de anemia ferropriva. Dessa forma, a reposição férrica se faz necessária. Objetivo: O presente estudo teve como objetivo correlacionar a dosagem de ferro sérico com anemia microcítica e/ou hipocrômica em pacientes atendidos em um laboratório de análises clinicas na cidade de Crato-CE. Metodologia: A coleta de dados se deu no período de Janeiro a Fevereiro de 2015 no qual foram incluídos pacientes que apresentaram anemia microcítica e/ou hipocrômica com solicitação de dosagem férrica e após análise de critérios de inclusão e exclusão somaram-se 40 amostras de pacientes. Trata-se, de uma pesquisa descritiva, com características quantitativas e qualitativas submetida ao Comitê de Ética e Pesquisa através da Plataforma Brasil obedecendo a resolução 466/12 que rege a pesquisa com seres humanos. O banco de dados foi elaborado e analisado no programa MICROSOFFICE EXCEL 2013. Resultados: Os resultados mostraram uma maior quantidade de mulheres com 62,50%(25) dos casos e 37,50%(15) de homens; em relação a faixa etária destacou-se a idade de 41-50 anos com 20%(8); 0-12 anos com 15%(6) e 71-80 anos com 12,5%(5); observou-se também que a maioria dos pacientes, mais de 80%, apresentaram hemoglobina abaixo do valor de referência, como também, ferro sérico abaixo do normal. De acordo com VCM, pacientes apresentaram microcitose com 77,50%; HCM com 72,50% apresentou hipocromia; já o CHCM com 57,50% apresentou hipocromia e 15% acima do V.R. Conclusão: Dessa forma, o perfil das amostras analisadas com anemia microcítica e/ou hipocrômica com dosagem férrica constatou maior prevalência na deficiência de ferro associado ao quadro anêmico, representado pelo sexo feminino. Portanto, torna-se de grande importância a dosagem de ferro na inclusão do pedido médico tanto para ajudar na investigação da anemia ferropriva, quanto no diagnóstico definitivo para seu tratamento.


Palavras-chave: Anemia. Ferro. Microcítica. Hipocrômica.


Autores: Samia Tavares, Eliane Lucena, Andreza Andrade e Daniela Fechine


Acesse aqui o artigo na íntegra


 

 

Confira a ultima edição da Newslab

Seções

Desenvolvido por Izy.Digital

Av. 9 de julho, 3229 – Sl. 412 – Jardim Paulista – São Paulo – SP | Telefone: (11) 3900-2390

Fechar Menu