Prevalência de Enteroparasitoses em Moradores do Município de Divinópolis, Minas Gerais

Resumo

Apesar do avanço científico ao longo dos anos, as enteroparasitoses ainda constituem um grave problema de saúde pública. No Brasil, as mesmas vêm ocupando lugar de destaque no cenário das doenças tropicais constituindo expressiva causa de morbidade e de mortalidade. O objetivo deste estudo foi analisar a prevalência de enteroparasitismo na população de duas regiões distintas do município de Divinópolis/MG, central e periférica, verificar a influência da infraestrutura local na prevalência de parasitos intestinais e obter dados para proposição de medidas de controle. A coleta de dados foi realizada no período entre julho e setembro de 2010. Foram analisadas 224 amostras de fezes pelo método de sedimentação espontânea. A prevalência de enteroparasitoses foi de 3,95% na região central e 14,19% na região periférica, sendo os protozoários Entamoeba coli, Entamoeba histolytica/dispar e Giárdia lamblia os mais prevalentes. Encontrou-se diferença estatística apenas na prevalência de parasitoses em cada região demográfica estudada (p = 0,018). Sendo assim, conclui-se que a região periférica do município apresenta maior índice de parasitismo que a região central, fato que pode estar relacionado à infraestrutura inadequada do local.

Palavras-chave: Enteroparasitos, Protozoários, Exame coproparasitológico


Abstract

 Despite scientific advances over the years, intestinal parasites still constitute a grave public health problem. In Brazil, they have occupied a prominent place in the scenario of tropical diseases constituting a significant cause of morbidity and mortality. The aim of this study was to evaluate the intestinal parasitism prevalence in the population of two distinct regions of the city of Divinópolis/MG, central and peripheral, verify the influence of local infrastructure in the intestinal parasites prevalence and obtain data for proposing control measures. Data collection was performed from July to September of 2010. 224 samples of feces were analyzed through the spontaneous sedimentation. The enteroparasitosis prevalence was of 3.95% in the central region and 14.19% in the peripheral region, being the protozoa Entamoeba coli, Entamoeba histolytica/dispar and Giárdia lamblia the most prevalent. Statistical difference was found only for the prevalence of parasitosis of each demographic region studied (p = 0.018). From these results, it was possible to conclude that the peripheral region of the city has the highest parasitism rate than the central region, a fact that can be attributed to inadequate infrastructure of the region.

Keywords: Enteroparasites, Protozoa, Coproparasitological examination


Autores: Ana Cláudia Ferreira Souza, Rafael Gonçalves Teixeira-Neto e Denise M.R. Silva


Acesse aqui o artigo na íntegra:

Confira a ultima edição da Newslab

Seções
Fechar Menu