Estudo das uroculturas de pacientes idosos atendidos no laboratório de análises clínicas da PUC Goiás

Resumo

A infecção do trato urinário (ITU) é bastante comum na clínica médica, com uma estimativa de 150 milhões de casos por ano em todo o mundo.  Essas infecções constituem um problema de saúde pública, pois induzem prescrições de antibioticoterapia e a gastos exorbitantes, além de colaborar com a morbidade na população, pois infecções graves podem acarretar em perda de função renal. Cepas com mecanismos de resistência contra os antimicrobianos têm elevada incidência e são de distribuição global, além de altamente resistentes a diversos antimicrobianos e cada vez mais comumente associadas a ITUs comunitárias. O estudo teve como objetivo investigar os uropatógenos mais prevalentes nos pacientes idosos atendidos no Laboratório de Análises Clínicas da Pontifícia Universidade Católica de Goiás, Goiânia-GO, entre janeiro/2013 e junho/2014, além de avaliar o perfil de suscetibilidade antimicrobiana e identificar cepas multirresistentes (MDR) e produtoras de β-lactamases de Espectro Ampliado (ESBL). A Escherichia coli foi o principal microrganismo isolado das amostras de urina sendo responsável por 53,1 % dos casos de ITU seguida pelo Staphylococcus spp. com 13,6% e pela Klebsiella spp. com 8,4%. O estudo demonstrou que os uropatógenos mais frequentemente isolados apresentam altas taxas de resistência a antimicrobianos utilizados na rotina do tratamento empírico.

Palavras-chave: ITU, resistência bacteriana, idosos, ESBL, MDR


Abstract

The urinary tract infection (UTI) is quite common in medical clinic, with an estimated of 150 million cases, for year, worldwide. These infections are a public health issue, because it induces to thousands of antibiotic prescriptions and exorbitant costs, besides collaborating with population’s morbidity, since serious infections may lead to loss of kidney function. Strains with resistance mechanisms against antimicrobials have a high incidence of global distribution, extremely resistant to many antimicrobials and more so associated with community UTIs. The study aimed to investigate the most prevalent pathogens in elderly patients, treated at Laboratório de Análises Clínicas da Pontifícia Universidade Católica de Goiás, Goiânia-GO, between January/2013 and June/2014, to evaluate antimicrobial’s susceptibility and to identify strains multi-drug-resistant (MDR) and Extended Spectrum β-Lactamase (ESBL) producing strains. The main microorganism isolated from the urine samples was the Escherichia coli, being responsible for 53.1% of the cases of UTI, followed by Staphylococcus spp. with 13.6% and by Klebsiella spp. with 8.4%. The study showed that the most frequently isolated uropathogens have high resistance rates against antimicrobials used in the routine of empirical treatment.

Key Words: UTI, bacterial resistance, elderly, ESBL, MDR. 


Autores: Ana Manoela Maria da Silva e Alessandra Marques Cardoso


Acesse o artigo na íntegra

Confira a ultima edição da Newslab

Seções

Desenvolvido por Izy.Digital

Av. 9 de julho, 3229 – Sl. 412 – Jardim Paulista – São Paulo – SP | Telefone: (11) 3900-2390

Fechar Menu