Incidência de parasitas intestinais em humanos na população de Santa Luzia, PB, Brasil: protozoários e helmintos

Resumo: As doenças parasitárias e infecciosas constituem ainda hoje um sério problema de saúde pública no mundo, sendo responsáveis, segundo a OMS, por cerca de 2 a 3 milhões de óbitos anualmente em todo o planeta. Neste contexto, este estudo objetivou identificar e quantificar os principais parasitas encontrados em amostras de exames de pacientes atendidos nos anos de 2011 e 2012 pelos laboratórios de análises clínicas de Santa Luzia, PB. Determinou-se, então, a prevalência de parasitoses intestinais do município estudado. Do total de 3.221 exames analisados, 34,58% apresentaram a presença de parasitoses, sendo a espécie Endolimax nana o protozoário mais frequente com 40,39% e Ascaris lumbricoides, o helminto mais encontrado com 2,15%. Dentre os resultados de exames positivos para parasitoses, 9,52% apresentaram quadro de poliparasitose e 90,48% de monoparasitose. Concluiu-se que mais de 30% dos pacientes estavam infectados com alguma espécie de parasita, sendo os protozoários mais encontrados em relação aos helmintos e que é necessária a implantação de medidas integradas que reduzam a infestação desses parasitas na população.

Palavras-chave: Prevalência, parasitoses intestinais, helmintos, protozoários


Abstract: Parasitic and infectious diseases are still a serious public health problem worldwide. They are responsible, according to WHO, for about 2-3 million deaths annually around the world. In this context, this study has aimed to identify and quantify the main parasites found in exams samples of patients seen by the clinical laboratories of Santa Luzia, PB, Brazil, in 2011-2012. Therefore, the prevalence of intestinal parasitoses were determined in Santa Luzia. Altogether, 3.221 tests were analyzed, 34.58% had parasitic disease, of these, 40.39% were of specie Endolimax nana, the most frequent protozoan, and 2,15% were Ascaris lumbricoides, the helminth more present. In positive tests, 9.52% presented polyparasitoses and 90.48% monoparasitoses. It was concluded that more than 30% of patients were infected with some species of parasite, and protozoans are more prevalent than helminths and the implementation of integrated actions are necessary to reduce the infestation of these parasites in the population.

Keywords: Prevalence, intestinal parasites, helminths, protozoa.


Autores: Ednaldo Queiroga De Lima, Maryanne Cristine De Oliveira, Rafael Rodrigues De Siqueira, Fernando Medeiros Filho e Rui Nobrega De Pontes Filho


Acesse o artigo aqui:

Confira a ultima edição da Newslab

Seções
Fechar Menu