fbpx

A mulher e o Papanicolau: principais fatores influenciadores

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Resumo: O câncer do colo do útero ou o câncer cérvico-uterino (CCU) é o terceiro mais incidente na população feminina brasileira, excetuando pele não melanoma, o número de casos novos estimados para o ano de 2014 eram de 15.590, com um risco estimado de 15,3 casos a cada 100 mil mulheres. É diante desse cenário que este estudo objetivou verificar os principais fatores influenciadores das mulheres em relação ao exame Papanicolau, bem como o conhecimento sobre o exame se relaciona com esses fatores, utilizando-se para isso de revisão bibliográfica integrativa de artigos específicos. A revisão da literatura foi realizada no primeiro semestre de 2015 a partir de bases de dados SCIELO, PUBMED, MEDLINE, LILACS. O medo, a vergonha, a natalidade, a falta de tempo, a precarização dos serviços de saúde, a atuação do profissional de saúde e o conhecimento das mulheres sobre o exame de Papanicolau são os principais fatores influenciadores relatados. Os fatores identificados somam-se ou subtraem-se, agindo com uma intensidade diferente para cada mulher, motivando ou não a realização do exame, devido à qualidade humana de ser cada indivíduo um ser ímpar.

Palavras-chaves: Câncer do colo do útero; Exame de Papanicolau; Fatores influenciadores; Mulheres.

Autores: Thiago Aécio de Sousa e Vanessa Passos Brustein


Confira o artigo na íntegra em:


 

Confira a ultima edição da Newslab

Mestrado em sinalização celular na Unifesp com bolsa da FAPESP

Uma Bolsa de Mestrado da FAPESP está disponível no âmbito do projeto “Vias de sinalização de dano no DNA: mecanismos de regulação e integração com

Leia mais

Doutorado direto em metabolismo e bioenergética com bolsa da FAPESP

O Projeto Temático “Função e disfunção mitocondrial: implicações para o envelhecimento e doenças associadas”, coordenado pelo professor Aníbal Eugênio Vercesi, da Faculdade de Ciências Médicas da

Leia mais

Estudo mostra que tratamento para câncer colorretal metastático com mutação BRAF resulta em sobrevida global média de 15,3 meses

Os resultados foram anunciados pela Pierre Fabre e Array BioPharma e observados no safety lead in do estudo fase 3 BEACON com a combinação de encorafenibe, binimetinibe

Leia mais

As 7 principais dúvidas sobre a Meningite Meningocócica

A meningite meningocócica é uma doença infecciosa grave que pode matar. A doença esteve em pauta recentemente e isso fez com que houvesse um aumento

Leia mais
Seções
Fechar Menu