fbpx

Imunocitoquímica em amostras brônquicas processadas em ThinPrep™: comparação de três métodos de pós-fixação

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Resumo: A imunocitoquímica possui diversas aplicações em citopatologia, nomeadamente no diagnóstico diferencial e identificação de neoplasias. No entanto apresenta, por vezes, uma reduzida precisão e reprodutibilidade, principalmente ao nível dos falsos-negativos e da uniformidade da marcação. Sabendo que a preservação estrutural e a qualidade da imunomarcação são fulcrais em citopatologia, definiu-se como objetivo deste trabalho avaliar o impacto da etapa de pós-fixação das lâminas de secreções brônquicas processadas em ThinPrep® na técnica de imunocitoquímica, no sentido de selecionar a melhor metodologia para aplicação prática.

Com recurso a 26 amostras de secreções brônquicas prepararam-se 90 lâminas, nas quais foram aplicados três métodos de pós-fixação baseados em etanol, acetona e formaldeído. A avaliação da imunomarcação de Citoqueratinas (clones AE1/AE3), Citoqueratinas 8/18 e Vimentina, foi efetuada por 3 avaliadores independentes, com base numa grelha de avaliação que contempla os parâmetros: preservação da morfologia; intensidade da imunomarcação específica; quantidade relativa de estruturas marcadas; marcação inespecífica; fundo; contraste. O resultado final variou entre 0 e 100 pontos. Para o tratamento estatístico foi utilizado o teste one-way ANOVA (α= 0,05).

Quando sujeitas a técnicas de pós-fixação baseadas em etanol, acetona e formaldeído obtiveram-se os seguintes valores de média e desvio-padrão ( σ): 85,76/4,25; 84,40/6,67 e 91,18/5,25, respetivamente. Verificou-se ainda que existe diferença estatisticamente significativa na globalidade dos resultados obtidos (p < 0,001).

Apesar de todos os métodos de pós-fixação permitirem uma qualidade aceitável da imunomarcação, o melhor método, de entre os que foram testados neste estudo, é o que utiliza formaldeído.

Palavras-chave: Pós-fixação, Imunocitoquímica, secreções brônquicas.

Autores: Catarina Barata, Marli Anágua, Rúben Roque, Amadeu Borges-Ferro


Para ler o artigo acesse aqui:


 

Confira a ultima edição da Newslab

Grupo de pesquisadores valida método que pode revolucionar o diagnóstico de Alzheimer

(Foto: Roche) Grupo de pesquisadores validaram uma metodologia que pode revolucionar o diagnóstico da doença de Alzheimer: exame diagnóstico criado pelos cientistas é capaz de

Leia mais

Na Feira Hospitalar 2019, Healthcare Alliance levará inovador biosensor de sinais vitais

A tecnologia proveniente de Israel será vendida com exclusividade no Brasil pela plataforma que reúne as melhores empresas especializadas em produtos e serviços para a

Leia mais

Ultrassom da Samsung permite estudo do cérebro do feto durante a gravidez

Navegação neurossonográfica avançada auxilia na avaliação de novas regiões do cérebro fetal de forma semiautomática Com o objetivo de ampliar a capacidade clínica de diagnóstico

Leia mais

Inteligência artificial à serviço da prevenção: Minsait lança produto que reduz pressão sanguínea

Intitulado HCEPRO, produto integra dados e reduz pressão sanguínea de pacientes com hipertensão A Minsait, empresa Indra com foco em transformação digital, traz ao mercado

Leia mais
Seções
Fechar Menu