fbpx

Biofilmes microbianos: um desafio para a saúde

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Resumo

Biofilmes podem ser definidos como comunidades microbianas sésseis altamente estruturadas, embebidas em uma matriz polimérica extracelular, a qual possibilita a aderência irreversível a superfícies bióticas e abióticas. Na natureza, os biofilmes podem ser formados por numerosas espécies de bactérias, fungos, protozoários e algas. A capacidade de formar biofilmes determina a patogenicidade destes microrganismos. Atualmente se acredita que 80% das infecções bacterianas humanas estão associadas à formação de biofilme, especialmente, aquelas que envolvem o uso de dispositivos médicos, como cateteres, válvulas cardíacas, lentes de contato entre outros. Dentre as espécies de microrganismos comumente envolvidas na formação de biofilmes estão Staphylococcus aureus, Staphylococcus epidermidis, Pseudomonas aeruginosa, Escherichia coli e Candida albicans. Diversos estudos têm indicado que microrganismos agregados a comunidades se tornaram substancialmente mais resistentes à ação de antibióticos do que aqueles que vivem isoladamente, de forma planctônica. Fato que pode ser atribuído a fraca penetração e difusão das drogas antimicrobianas através da matriz polimérica extracelular, forte expressão de bombas de efluxo e enzimas capazes de degradar moléculas de antimicrobianos. Estes mecanismos têm impulsionado vários estudos na tentativa de desenvolver materiais resistentes à adesão de microrganismos, além de possíveis tratamentos no caso de biofilmes já formados.

Palavras-chave: Biofilmes microbianos, Resistência aos Antimicrobianos, Exapolissacarídeos, Dispositivos médicos.


Abstract

Biofilms can be defined as highly structured sessile microbial communities embedded in an extracellular polymer matrix, which allows the irreversible adhesion to biotic and abiotic surfaces. In nature, biofilms can be formed by numerous species of bacteria, fungi, protozoa and algae. The ability to form biofilms determines the pathogenicity of these organisms. It is currently believed that 80% of human bacterial infections are associated with biofilm formation, especially those involving the use of medical devices such as catheters, heart valves, contact lenses, among others. Among the species of microorganisms commonly involved in biofilm formation are Staphylococcus aureus, Staphylococcus epidermidis, Pseudomonas aeruginosa, Escherichia coli and Candida albicans. Currently, many studies have indicated that aggregates microorganism communities have become substantially more resistant to the action of antibiotics than those who live alone, in planktonic form. This fact can be attributed to poor penetration and diffusion of antimicrobial drugs by extracellular polymer matrix, strong expression of efflux pumps and enzymes capable of degrading antimicrobial molecules. These mechanisms have driven several studies attempting to develop materials resistant to microbial adhesion, and possible treatments in the case of biofilm already formed.

Key words: Microbial biofilms, Antimicrobial Resistance, exopolysaccharides, Medical devices.


Autores: Dalila Kênia Oliveira e Alessandra Marques Cardoso


Confira o artigo:

Confira a ultima edição da Newslab

Seções
Fechar Menu