Perfil Epidemiológico das Infecções Urinárias Diagnosticadas em Pacientes Atendidos no Laboratório Escola da Universidade Potiguar, Natal, RN

Publicado originalmente na edição 119 em 2013


Resumo: Perfil epidemiológico das infecções urinárias diagnosticadas em pacientes atendidos no Laboratório Escola da Universidade Potiguar, Natal, RN
A infecção do trato urinário é uma das patologias mais comuns da clínica médica, acometendo principalmente as mulheres em idade fértil, devido a condições anatômicas, fatores relacionados à vida sexual e gravidez. Esta infecção caracteriza-se pela invasão e multiplicação de microrganismos em qualquer tecido da via urinária. O segmento afetado determina a classificação em cistite (trato urinário baixo) e pielonefrite (trato urinário alto), caracterizados por sintomas como disúria, polaciúria, além de outros sinais comuns nos quadros infecciosos como febre e calafrios. A invasão das bactérias ocorre através de três vias de contaminação: hematogênica, linfogênica e ascendente. Sendo esta última a mais comum, na qual os componentes da flora intestinal migram do intestino grosso para a uretra distal. Dentre essas bactérias, destaca-se a família Enterobacteriaceae, em especial a Escherichia coli. Para que a bacteriúria seja considerada significativa, o exame de urocultura deve apresentar um mínimo de 100.000 unidades formadoras de colônias por ml de urina. Outros exames podem auxiliar no diagnóstico desta patologia, principalmente o sumário de urina, no qual a presença de leucócitos, hemácias e bactérias são achados indicativos de infecção urinária. O tratamento indicado para esta patologia é antibioticoterapia, a qual deve ser orientada pelo resultado obtido no antibiograma. O objetivo deste estudo foi avaliar o perfil epidemiológico das infecções urinárias diagnosticadas no serviço de Microbiologia Clínica do Laboratório Escola da Universidade Potiguar. A pesquisa foi realizada através da coleta de dados dos pacientes que realizaram uroculturas protocoladas no livro de registro do setor de Microbiologia Clínica, de janeiro de 2008 a junho de 2011. Do plano amostral de 319 amostras analisadas, 50% dos pacientes apresentaram ITU, sendo a predominância do sexo feminino na faixa etária compreendida entre 16 a 40 anos.

Palavras-chave: Infecções do trato urinário, Escherichia coli, antimicobianos


Summary: Epidemiologic profile of urinary tract infections diagnosed in patients treated at the University Laboratory School Rio Grande do Norte, Natal, RN
The infection of the urinary tract is one of the simplest pathologies of the medical practice, affecting mainly the women in childbearing age, due the anatomical conditions, factors related to sexual life and pregnancy. This infection features by invasion and multiplication of microorganism in any tissue of the urinary tract. The affected segment determines the classification in cystitis (low urinary tract) and pyelonephritis (high urinary tract), featured by symptoms such as dysuria, pollakiuria, beyond other simple signs in the infectious table as fever and chills. The invasion of the bacteria occurs by three ways of contamination: Hematogenous, linfogenic and ascendant. Being this last the simplest, in which the components of the glut migrate from large intestine for the distal urethra. Among these bacteria, detach the family Enterobacteriaceae in special for Escherichia coli. For which the bacteriuria is considered significant the examination of urine shall show less than 100.000 units of colony-forming for liters of urine. Others examinations may help in the diagnosis of this pathology, mainly the urinalysis, in which the presence of leukocytes, erythrocytes and bacteria are finding indicative of urinary infection. The indicated treatment for this pathology is antibioticoteraphy which shall be oriented by obtained result antibiogram. The goal of this study was to evaluate the epidemiological profile of the urinary infections diagnosed in the service of Clinical Microbiology of the School Laboratory in Potiguar University. The research was made through the patient´s data collection that did urine filed in the book of register in clinical microbiology sector from January 2008 till June 2011. From the sampling plan of 319 analyzed samples, 50% of the patients had ITU, being the predominance of the female gender on age group ranging among 16 to 40 years old.

Keywords: Infection of the urinary tract, Escherichia coli, antimicrobials


Autores: Carla Elenuska Fernandes Barbosa Rodrigues, Ana Paula Ferreira Costa, Ayane Cristine Alves Sarmento, Maria de Lourdes de Queiroz, Marcos Adriano Gomes Rodrigues e Ruth Leya Fonseca de Oliveira.


Confira aqui o artigo:

Confira a ultima edição da Newslab

Seções
Fechar Menu