fbpx

O que esperar de uma automação em Bioquímica e Turbidimetria?

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

A aquisição de uma nova tecnologia pode ser considerada um marco para a trajetória do laboratório e na vida de seus usuários, sejam eles os proprietários, colaboradores e até mesmo seus clientes.

Em um mercado cada vez mais competitivo, jargões como redução de custo, aumento de portfólio e agilidade de entrega tornaram-se palavras chaves para a sobrevivência e perpetuação de diversos negócios, dentre eles os laboratórios clínicos.

Muitas vezes as empresas correlacionam a negociação de uma automação como a oportunidade de comercializar e fidelizar o consumo de reagentes com o cliente. E essa realmente é uma das principias vertentes dos fabricantes.

Mais, e para o cliente? O principal “afetado ou beneficiado” por essa nova tecnologia. O que uma automação pode mudar na vida do laboratório e seus envolvidos?

Destacamos três pontos que estão extremamente alinhados aos jargões citados acima:

  • Redução de Custo

A implementação de uma automação, permite uma redução significativa no volume de reagente necessário para se fazer uma análise. É o famoso: rendimento por kit, quantos exames é possível fazer com determinado kit.

Exemplificando, um laboratório que utiliza semi-automático, em sua maioria o consumo é de 1,0 mL. Partindo para uma automação é possível chegar até a ¼ desse volume; as vezes até menos. Estamos falando de uma redução de 400% no custo do exame. Nos dias atuais em que qualquer por cento é muito por cento, 400% não é nada mal.

Mas aqui vai o alerta: cuidado com os volumes nominais x reais, pois nem sempre o que informam os encartes e folders é o que realmente ocorre. Procure confirmar e se possível validar esses volumes informados pelos fabricantes.

  • Aumento de Portfólio

Precisamos oferecer cada vez mais possibilidades. Para o laboratório, a automação pode ampliar a gama de exames que poderão ser realizando in home. Minimizar um pouco a dependência de alguns apoios e devolver a força e autonomia ao laboratório (independente do porte).

Ofertar exames que antes não poderia fazer, devido à limitação da tecnologia disponível . Agora passa a ser uma nova realidade. E quanto mais tivermos a oferecer, maiores serão as possibilidade de serviço a ser prestado.

Há outra frase popular que cabe ser repetida aqui: “papel aceita tudo”. Portanto, novamente alertamos para as informações que precisam ser confirmadas. Reação de Turbidimetria é uma delas. Diversas automações oferecem essa possibilidade, porém será que todas realmente são capazes de fazer com qualidade?

  • Agilidade da entrega

Esse terceiro item complementa bem o segundo, pois além de poder fazer novos exames o laboratório passa a ser dono do seu tempo.

Realizar os exames internamente está intimamente ligado à agilidade na entrega dos mesmos. E já que tempo é dinheiro, se reduzirmos o tempo de entrega, estaremos gastando menos.

 

Verifique e avalie bem as possibilidades e propostas apresentadas ao seu laboratório e se concluir ser o momento adequado…. “#partiu_automação”


 Contato:

Marcelo Saraiva Rocha

Biotécnica Ind. e Comércio Ltda

www.biotecnica.ind.br

[email protected]


 

Confira a ultima edição da Newslab

UFSCar irá realizar Jornada de Pediatria gratuita no mês de maio

Entre os dias 3 e 4 de maio, acontece em São Carlos a 5ª Jornada de Pediatria, que reúne as jornadas de “Especialidades Pediátricas”, realizada

Leia mais

Insulina inalável promete revolucionar tratamento de diabetes no país

O diabates é uma doença que já acompanha a humanidade há algum tempo: O papiro Ebers é o primeiro documento conhecido a fazer referência a

Leia mais

Abramed fará seminário sobre a nova Lei de proteção de dados e seu impacto na saúde. Veja aqui!

A Lei de Geral de Proteção de Dados (13.709), aprovada em agosto de 2018 está datada para entrar em vigor em 24 meses após a

Leia mais

Sarampo cresceu 300% no mundo, apontam dados preliminares da OMS

O sarampo, doença infecciosa transmitida por vírus da família Paramyxoviridae e do gênero Morbillivirus, é uma doença altamente contagiosa que deixou muitos mortos ao longo da

Leia mais
Seções
Fechar Menu