fbpx

Curso: O diagnóstico do diagnóstico

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

A precisão do resultado do exame de PET-CT depende do diagnóstico preciso do funcionamento do equipamento

Atualmente, o PET-CT (tomografia computadorizada por emissão de pósitrons) com FDG (glicose marcada com flúor-18) é considerado o padrão-ouro em diagnóstico e acompanhamento para pacientes oncológicos por conseguir reunir em um único exame os recursos da medicina nuclear e da radiologia.

Por meio desse exame é possível detectar, por exemplo, se um indivíduo está ou não reagindo ao tratamento. “É um exame que avalia a fisiologia – e não a anatomia – do tumor. Por isso ele é tão efetivo, mesmo em estágios iniciais da lesão. Entretanto, se o equipamento não estiver corretamente calibrado as imagens adquiridas são afetadas podendo comprometer o diagnóstico do cliente”, alerta Cristiano Duarte, físico-médico especializado em Medicina Nuclear da BP Medicina Diagnóstica.

Ele explica que para que o radiologista ou o médico nuclear consigam identificar corretamente o que representa cada imagem gerada pelo PET-CT é necessário que o equipamento esteja com fatores como a sensibilidade, resolução e as medidas de captação corretas. Para isso, a máquina tem de estar aferida por um especialista capacitado e habilitado.

“Existem muitos cursos de capacitação em laudos de exames, mas poucos voltados a capacitar os profissionais a realizarem o diagnóstico correto dos equipamentos de PET-CT”, salienta Cristiano, que é um dos coordenadores do 1º Curso Intensivo em Aceitação e Controle de Qualidade em PET-CT organizado pela BP Educação e Pesquisa, unidade de ensino e pesquisa da BP – A Beneficência Portuguesa de São Paulo.

O curso teórico-prático é voltado para profissionais do setor de saúde que atuam na área de Medicina nuclear, especialmente físicos-médicos, e conta com o aval Associação Brasileira de Física Médica (ABFM) e da Sociedade Brasileira de Medicina Nuclear e da Sociedade Brasileira de Medicina Nuclear (SBMN).


Serviço

1º Curso Intensivo em Aceitação e Controle de Qualidade em PET-CT (De acordo com regulamentações CNEN e Anvisa)

Datas e horários:

23/9 (sábado), das 7h30 às 18h

24/9 (domingo), das 8h às 15h

Local: Hospital BP (Rua Maestro Cardim, 769 – Bela Vista)


Programação completa e inscrição, acesse: 1º Curso Intensivo em Aceitação e Controle de Qualidade em PET-CT


Confira a ultima edição da Newslab

Grafeno e Saúde: o que é e qual pode ser sua importância para o futuro da medicina?

Em vídeo divulgado pela UNESP, Alexandre Reily Rocha, pesquisador do Instituto de Física Teórica da Unesp (IFT-Unesp), protagoniza o episódio da websérie de vídeos HPC

Leia mais

Vilão da mesa: refrigerantes aumentam muito o risco de morte por doenças cardíacas, aponta estudo de Harvard

Uma pesquisa realizada pela Escola da Saúde Pública de Harvard analisou dados de mais de 37 mil homens e 80 mil mulheres ao longo de

Leia mais

Cientistas americanos usam HIV para curar crianças com imunodeficiência combinada grave

Nos Estados Unidos, cientistas afirmam ter curado 8 crianças da imunodeficiência combinada grave (SCID), popularmente conhecida como “síndrome da bolha”, a partir do uso do

Leia mais

Alcoolismo: estudo mostra que 60% dos adolescentes na faixa dos 17 anos já consomem álcool

O consumo de álcool entre jovens aumenta cada dia mais: pesquisa com 10 escolas de São Paulo mostrou que o consumo começa por volta dos

Leia mais
Seções
Fechar Menu