SBU-SP reúne especialistas para apresentar novidades em tecnologia e medicamentos na urologia moderna

Terceiro maior congresso da especialidade do mundo apresentará casos clínicos e novas terapias para câncer de bexiga, próstata e rim. Os temas da programação são diversificados e abordam desde novas drogas para tratar disfunção erétil até cirurgia transexual

Conhecido tradicionalmente como um dos principais eventos da especialidade, o XV Congresso Paulista de Urologia ocorrerá entre os dias 06 a 08 de setembro, no WTC Events Center, em São Paulo. É promovido e organizado pela SBU-SP – Sociedade Brasileira de Urologia – seccional São Paulo, que congrega mais de 4.500 mil médicos associados em todo o País, sendo 30% relativos ao Estado de São Paulo.

Em sua 15ª edição, o evento acontece a cada dois anos, e já é considerado o terceiro maior evento no mundo da especialidade, atrás do Americano e Europeu. Já são mais de 20 palestrantes internacionais, de vários cantos do mundo, que vem ao Brasil compartilhar casos clínicos, novos procedimentos, mudança de protocolos de atendimento, bem como atualizar os participantes com um panorama atual da Urologia moderna.

“É um evento importante para o urologista que quer aprofundar e aprimorar seus conhecimentos na área, tendo como referência grandes nomes da especialidade. Esse ano a nossa meta é dobrar o número de participantes, bem como incentivar a educação continuada e ter uma classe médica forte e atuante não só Estado de São Paulo, mas em todo o País”, explica Dr. Flavio Trigo, presidente da Sociedade Brasileira de Urologia de São Paulo, especialista em Incontinência Urinária do Hospital Sírio-Libanês e Hospital Oswaldo Cruz.

Com uma programação diversificada que cobre todas as áreas da Urologia, no dia 04 de setembro começam os cursos que antecedem o congresso. Temas como cirurgia robótica, HIFU, cirurgia minimamente invasiva em HPB – Hiperplasia Prostática Benigna, incontinência urinária, disfunção vesical e reconstrução de bexiga, serão alguns dos temas ministrados e distribuídos em vários hospitais da capital paulista.

Os principais assuntos dessa edição, que segue até o dia 08, serão os desafios da cirurgia robótica: modificações técnicas para melhorar os resultados; avanço genético para a detecção precoce do câncer de próstata, rim e bexiga; envelhecimento do homem, reposição hormonal e anticoncepcional masculino. Além disso, novas drogas para tratamento de câncer de bexiga; próstata e renal, incontinência urinária masculina e feminina.

Um outro assunto que será discutido é a terapia por ondas de choque de baixa intensidade para tratamento da disfunção erétil, mas que, vale ressaltar, ainda está em fase de estudo e análise. Segundo a Sociedade Brasileira de Urologia, 32% dos homens na faixa de 18 a 39 anos, apresentam a disfunção erétil mínima, 10,3% moderada e 1,1% severa (impotência). Acima dos 70 anos, 21,1% têm DE mínima, 35,1% moderada e 12,3% severa. O fato é que a população mundial está aumentando e a expectativa de vida no Brasil acompanha essa tendência, devendo ser, em breve, o sexto país mais populoso de idosos nas próximas décadas, segundo o IBGE.

Outro assunto que chama a atenção e será debatido pelos urologistas brasileiros são os cuidados com a cirurgia transexual, bem como a importância da análise do programa de atendimento ao paciente em todo o Estado de São Paulo, na infância e na adolescência, bem como o ponto de vista da psiquiatria,  mastectomia e implante de prótese mamária e cirurgia de neovagina (redesignação masculino o para o feminino).

A edição desse ano do Congresso Paulista de Urologia foi organizada pelo presidente da comissão científica, o Dr. José Carlos Truzzi, diretor da SBU-SP e urologista da Escola Paulista de Medicina – Universidade Federal de São Paulo / UNIFESP.

Palestrantes internacionais

O urologista Bertrand Guillonneau, chefe de Urologia do Groupe Hospitalier Diaconesses Croix Saint-Simon, em Paris; Brian Matlaga, professor de Urologia no Johns Hopkins Medical de Baltimore, nos Estados Unidos; Cesare Marco Scoffone, chefe do Departamento de Urologia, Hospital Cottolengo, Torino na Itália; Francisco Cruz, chefe do Departamento de Urologia da Faculdade de Medicina do Porto, em Portugal são alguns dos nomes confirmados na programação científica.

Além desses, o especialista Gommert Koeveringe, chefe do Departamento de Urologia – Maastricht University Medical Center da Holanda, John Denstedt, professor de Urologia – Departamento de Cirurgia Western University do Canadá e Juan Pablo Corbetta, urologista do Hospital Pediátrico Dr. Juan P. Garrahan na Argentina.


Programação completa: http://www.congressopaulistadeuro2018.com.br

O cadastramento de imprensa será feito pelo e-mail: adriana.veronez@magnitudecomunicacao.com.br, informando o nome completo, veículos e contatos. 


XV Congresso Paulista de Urologia.

Quando: de 06 a 08 de setembro de 2018.

Onde: WTC Events Center

Endereço: Av. das Nações Unidas, 12551 – Brooklin Novo, São Paulo/SP

Confira a ultima edição da Newslab

Seções
Fechar Menu