fbpx

Pesquisadores de seis países ministram cursos e debatem sobre vírus emergentes no continente americano e na África

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Com apoio da FAPESP, Escola São Paulo de Ciência Avançada tem foco principal na pesquisa sobre arboviroses como dengue, zika, chikungunya e febre amarela

Cientistas brasileiros e dos Estados Unidos, Senegal, Reino Unido, Argentina e Porto Rico irão ministrar, de 29 de maio a 9 de junho de 2017, cursos sobre o estado da arte das pesquisas sobre arbovírus, focados principalmente nas arboviroses dengue, zika, chikungunya e febre amarela.

As atividades acontecem durante a Escola São Paulo de Ciência Avançada (ESPCA) em Arbovirologia, na Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto (Famerp), vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado de São Paulo. A ESPCA é uma modalidade de apoio da FAPESP para organização de cursos de curta duração em pesquisa avançada, com participação de alunos de pós-graduação e pós-doutoramento do Brasil e exterior.

Ao longo de sete dias, serão apresentados e debatidos temas relacionados com a situação das doenças transmitidas por mosquitos em diferentes regiões do continente americano e na África, a biologia de seus vetores, situação da pesquisa sobre o tema nos países participantes, bloqueio do ciclo nos mosquitos transmissores, entre muitos outros.

Participam especialistas em arboviroses da University of Texas Medical Branch (UTMB), Mount Sinai School of Medicine e Universidades de Yale e Colorado, nos Estados Unidos; Instituto Pasteur em Dacar, Senegal; Imperial College, em Londres, Reino Unido; Fundação Instituto Leloir, em Buenos Aires, Argentina; e Universidade de Porto Rico, em San Juan, Porto Rico.

Durante a Escola será realizado um seminário organizado pela Famerp e a University of Texas Medical Branch (UTMB) – Faculdade de Medicina e centro de saúde da Universidade do Texas – para explorar interesses comuns e colaboração em pesquisa científica entre pesquisadores das duas instituições.

Participam da abertura da ESPCA em Arboviroses Carlos Américo Pacheco, diretor-presidente do Conselho Técnico-Administrativo da FAPESP; Orlando Bolçone, presidente da Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação e Informação da Assembleia Legistativa de São Paulo; Dulcimar Donizetti de Souza, presidente do Conselho da Famerp, Nikolaos Vasilakis, do Departamento de Patologia da UTMB; e Maurício Lacerda Nogueira, professor adjunto da Famerp, coordenador da ESPCA em Arvorirologia.


Serviço:
Escola São Paulo de Ciências Avançadas em Arbovirologia
Data: de 29 de maio a 9 de junho de 2017
Local: Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto (Famerp), av. Brigadeiro Faria Lima, 5416 – Vila São Pedro, São José do Rio Preto

Mais informações em: http://arbovirology.famerp.br/


Fonte: FAPESP


 

Confira a ultima edição da Newslab

Mestrado em sinalização celular na Unifesp com bolsa da FAPESP

Uma Bolsa de Mestrado da FAPESP está disponível no âmbito do projeto “Vias de sinalização de dano no DNA: mecanismos de regulação e integração com

Leia mais

Doutorado direto em metabolismo e bioenergética com bolsa da FAPESP

O Projeto Temático “Função e disfunção mitocondrial: implicações para o envelhecimento e doenças associadas”, coordenado pelo professor Aníbal Eugênio Vercesi, da Faculdade de Ciências Médicas da

Leia mais

Estudo mostra que tratamento para câncer colorretal metastático com mutação BRAF resulta em sobrevida global média de 15,3 meses

Os resultados foram anunciados pela Pierre Fabre e Array BioPharma e observados no safety lead in do estudo fase 3 BEACON com a combinação de encorafenibe, binimetinibe

Leia mais

As 7 principais dúvidas sobre a Meningite Meningocócica

A meningite meningocócica é uma doença infecciosa grave que pode matar. A doença esteve em pauta recentemente e isso fez com que houvesse um aumento

Leia mais
Seções
Fechar Menu