fbpx

O Lúpus Eritematoso Sistêmico

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Lúpus Eritematoso Sistêmico (LES) é uma doença auto-imune caracterizada pela produção de anticorpos anti-nucleares. Os anticorpos mais associados com LES são aqueles dirigidos contra desoxirribonucleoproteína (DNP). Anti-DNP podem ser encontrados em mais de 90% dos pacientes não tratados com LES. Os pacientes geralmente apresentam inflamação da pele. O LES é potencialmente fatal quando rim, pulmões, células do sangue ou do sistema nervoso central são afectados.

Os sintomas

O LES pode afetar pessoas de qualquer idade, mas atinge principalmente mulheres jovens em idade fértil. Lúpus faz com que o sistema imune ataque as suas próprias células do corpo. O lúpus pode causar problemas articulares graves e dor muscular, cansaço extremo, febre, erupções cutâneas, e pode levar à falência de órgãos e morte.

As estatísticas

Lúpus eritematoso sistêmico afeta uma estimativa conservadora de 322.000 para possivelmente mais de um milhão de pessoas nos Estados Unidos. Devido à falta de informação epidemiológica definitivo, o número exato de pessoas com lúpus é actualmente desconhecida.No Brasil estima-se uma incidência anual em torno de 8,7 casos para cada 100.000 pessoas. Cerca de nove em cada dez indivíduos com lúpus são mulheres.

Cerca de um terço das mortes ocorrem entre os homens e mulheres com idade inferior a 45. Durante 1979-1998, o número anual de mortes de lúpus subiu de 879 para 1406, com um total de 22.861 mortes durante um período de 20 anos.

O tratamento do LES

Não há cura conhecida para o lúpus, mas há tratamento efetivo.Diagnóstico precoce e tratamento imediato são vitais para reduzir o impacto físico e econômico do lúpus.

Ao desenvolver um plano de tratamento, o médico tem vários objetivos: prevenir as “explosões”, tratá-las quando elas ocorrem, e para minimizar as complicações. O médico e paciente devem reavaliar o plano regularmente para garantir que ele é tão eficaz quanto possível. Trabalhando em estreita colaboração com o médico ajuda a garantir que os tratamentos para o lúpus sejam tão bem sucedidos quanto possível. Devido alguns tratamentos poderem causar efeitos colaterais nocivos, é importante comunicar imediatamente quaisquer novos sintomas ao médico. Também é importante não parar ou mudar tratamentos sem falar com o médico primeiro.

O LES-Latex EBRAM

O Teste  LES-LATEX EBRAM é um ensaio de aglutinação em látex  para a detecção qualitativa e semi-quantitativa de anti-desoxirribonucleoproteína (anti-DNP) em soro humano. Composto de partículas de látex de poliestireno sensibilizadas com DNP que em contato com soro humano contendo anticorpos anti-DNP forma uma visível aglutinação no tempo máximo de 2 minutos. Mesmo não sendo um teste específico, a determinação de anti-DNP é considerado um marcador diagnóstico para LES segundo critérios do ACR (American College of Rheumatology), pois sugere a presença de autoanticorpos, podendo direcionar o raciocínio clínico e a investigação laboratorial para a pesquisa de autoanticorpos específicos.


Contato:

www.ebram.com
[email protected]
(11) 2291-2811


 

Confira a ultima edição da Newslab

Estudo revela capacidade de identificar mal de Parkinson até 20 anos antes e pode levar à imenso progresso

Reprodução de BBC  Exames realizados em um pequeno número de pacientes considerados de alto risco mostraram disfunções no sistema de serotonina do cérebro, que controla

Leia mais

[Artigo Científico] Leucemia Linfoide Aguda: aspectos gerais e métodos diagnósticos

LEUCEMIA LINFÓIDE AGUDA: ASPECTOS GERAIS E MÉTODOS DIAGNÓSTICOS (REVISÃO) July Mayene Rebouças¹ , Luciana Nogueira Rebouças¹, Francisco Edson Ferreira Paz¹, Willer Malta De Sousa². 1Bacharéis

Leia mais

Vírus geneticamente modificado por grupo de pesquisadores combate o câncer de próstata

Conteúdo reproduzido: Peter Moon  |  Agência FAPESP Pesquisadores do Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (Icesp) conseguiram manipular geneticamente um tipo de vírus

Leia mais
Seções
Fechar Menu