fbpx

Libbs e Einstein assinam parceria para desenvolvimento de pesquisa clínica no Brasil

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Estudos multicêntricos serão focados inicialmente em áreas como oncologia e cardiologia; assinatura aconteceu nesta segunda-feira, dia 20 de agosto

Em um cenário em que 80% dos estudos para produzir medicamentos no Brasil são patrocinados por multinacionais¹, a Libbs, indústria farmacêutica nacional, amplia seus investimentos em inovação, pesquisa e desenvolvimento com a parceria com a Academic Research Organization (ARO) da Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein. Única no país, a ARO do Einstein é uma unidade que tem como objetivo fornecer serviços de pesquisa clínica, liderando academicamente projetos multicêntricos de impacto nacional e internacional.

A assinatura do contrato, que aconteceu nesta segunda-feira, dia 20, reforça o investimento nacional em pesquisa clínica, desde seu desenvolvimento até sua aplicação. Um primeiro estudo a ser desenvolvido entre os parceiros tem duração de cinco anos e acompanhará os pacientes, que estão em tratamento com o medicamento Zedora, indicado para câncer de mama metastático. Além destes, também estão sendo planejados estudos randomizados multicêntricos nas áreas de cardiologia e oncologia.

Contando com uma equipe altamente capacitada, o Einstein é a primeira organização do Brasil a implantar um centro acadêmico de excelência voltado à coordenação de estudos clínicos multicêntricos. A ARO oferece todo o serviço de gerenciamento de projetos de pesquisa clínica. A expertise do Einstein está em todo o processo, desde a elaboração do protocolo da pesquisa, planejamento, seleção e capacitação dos hospitais envolvidos até análise dos resultados e sua publicação. “Com isso, reafirmamos nosso pioneirismo, ampliando a participação do país na área de pesquisa clínica e em estudos relevantes capazes de produzir um impacto real na melhoria da saúde”, afirma o presidente da Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein, Sidney Klajner.

“A Libbs acredita nessa parceria como uma possibilidade de unir sua veia inovadora ao compromisso com os seus pacientes e com o desenvolvimento técnico-científico do país, além de estimular a colaboração entre indústria, hospitais e academia”, explica presidente Executivo da Libbs, Alcebíades de Mendonça Athayde Junior. Essa aliança garantirá celeridade nas etapas processuais da pesquisa clínica e complementará áreas que a Libbs já possui internamente, como a farmacovigilância e a própria área de pesquisa clínica. “Este é apenas um dos projetos que teremos com a ARO. Temos planos para o médio e longo prazos com o Einstein e temos plena confiança que a escolha deste parceiro nos permitirá continuar nos desenvolvendo como fomentadora da pesquisa clínica nacional”, finaliza.


Referência

¹ Aliança Pesquisa Clínica Brasil. Cenário Brasileiro. Disponível em: http://www.aliancapesquisaclinica.com.br/website/index.php/pesquisa-clinica/informacoes. Acesso em: 15 de agosto de 2018.

Confira a ultima edição da Newslab

Wolters Kluwer Health lança kit para auxiliar em crises de abstinência de opioides para pacientes superarem vício

Com mais de 130 pessoas morrendo de overdose de opioides todos os dias, os sistemas de saúde dos Estados Unidos estão implementando equipes multifuncionais para

Leia mais

Gigante mundial de diagnósticos, Quest Diagnostics, dá boas vindas a dois novos membros da Global Diagnostics Network

Com nove membros em todo o mundo, a GDN tem presença em países que cobrem dois terços da população mundial e mais de 90% do

Leia mais

Encontro dos Farmacêuticos Analistas Clínicos em SP: saiba mais sobre este importante evento

O evento Encontro dos Farmacêuticos Analistas Clínicos ocorrerá dia 27 de julho em São Paulo, tendo início as 8:30h e contará com um ciclo de atividades

Leia mais

Serion Brasil: desafios diagnósticos da Clostridium difficile e a Proteína GDH

A bactéria Clostridium difficile é a causa da diarreia infecciosa mais comumente reconhecida em ambientes de saúde. As estratégias de diagnóstico devem visar um resultado

Leia mais
Seções
Fechar Menu