fbpx

Entenda a importância da multidisciplinaridade no tratamento do mieloma múltiplo

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Cada paciente é único, mas a manutenção da qualidade de vida e da independência são os objetivos de todos

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a expectativa média de vida do brasileiro é de 75 anos¹. Com isso, a atenção à saúde do idoso é um assunto cada vez mais frequente. E, em caso de pessoas acometidas por graves enfermidades, como é o caso do mieloma múltiplo, o olhar aos pequenos detalhes do dia a dia deve ser ainda mais cauteloso.

Trata-se de um câncer raro que afeta diretamente a medula óssea e é causado pelo crescimento descontrolado das células de defesa do nosso organismo, chamadas de plasmócitos². Sua incidência é ligeiramente maior em homens entre 60 e 65 anos e os sintomas se assemelham com os sinais da idade avançada, como a fadiga, dores ósseas, anemia e possíveis alterações renais³. No Brasil não existem dados de prevalência do mieloma múltiplo, porém, em 2015 nos Estados Unidos, foram diagnosticados 24.000 novos casos da doença4.

Pela fragilidade do quadro, o cuidado precisa ser redobrado. O acompanhamento que vai além da medicação e do médico onco-hematologista responsável pode ser benéfico para devolver a qualidade de vida ao indivíduo. O hematologista responsável pelo Ambulatório de Mieloma Múltiplo da Universidade Federal de São Paulo/Escola Paulista de Medicina – UNIFESP/EPM, Dr. Walter Braga, explica que o tratamento deve ser multidisciplinar. “Por se tratar de um paciente em geral idoso, com associação de duas ou mais doenças, o tratamento com outros especialistas em conjunto se torna uma premissa”.

O maior desafio é garantir que qualquer decisão seja de comum acordo entre os especialistas. “Toda a equipe de acompanhamento deve estar ciente do processo. Isso fará com que não haja nenhum problema, como interações medicamentosas, por exemplo”, explica Dr. Walter.

De acordo com o médico, ainda como apoio ao tratamento, a necessidade de um cuidador ou do acompanhamento de um familiar pode ser importante para auxiliar nas tarefas diárias. Além disso, o suporte psicológico e a fisioterapia, que é um grande aliado quando se trata de controle das dores ósseas, são ferramentas muito importantes.

Para minimizar os efeitos da doença e do tratamento, Dr. Walter comenta a importância do diagnóstico precoce. “A melhor saída seria o reconhecimento da patologia de maneira mais precoce, para que se evitem as perdas de função. Uma vez que haja um avanço e seu diagnóstico seja mais tardio, torna-se mais complexa a rede de cuidados que o paciente demandará”.

A intenção de todo e qualquer tratamento para mieloma múltiplo é justamente devolver a qualidade de vida. Garantir o tratamento correto atrelado à rotina pode promover uma melhor convivência com a doença e por fim promover a independência desse indivíduo.


Referências

  1. Fonte: Em 2016, expectativa de vida era de 75,8 anos – IBGE Website – Disponível em: https://agenciadenoticias.ibge.gov.br/agencia-sala-de-imprensa/2013-agencia-de-noticias/releases/18470-em-2016-expectativa-de-vida-era-de-75-8-anos.html – Acessado em 06/12/2017
  2. International Myeloma Foundation (Internet) – Disponível em http://www.mielomabrasil.org/faq.php . Acesso em 28 de novembro de 2017.
  3. International Myeloma Foundation (Internet) – Disponível em http://www.mielomabrasil.org/faq.php#. Acesso em 04 de setembro de 2017.
  4. International Myeloma Foundation (Internet) – Disponível em http://www.mielomabrasil.org/o_que_e.php Acesso em 04 de setembro de 2017.
  5. IMS Health do Brasil Classe N02b – MAT Mai/16
  6. IMS Health do Brasil – MAT Mai/16
  7. IMS Health do Brasil Classes D06A0; D08A0 e D04A0 – MAT Mai/16
  8. IMS Health do Brasil Classe R05A0- MAT Mai/16 7
Confira a ultima edição da Newslab

Wolters Kluwer Health lança kit para auxiliar em crises de abstinência de opioides para pacientes superarem vício

Com mais de 130 pessoas morrendo de overdose de opioides todos os dias, os sistemas de saúde dos Estados Unidos estão implementando equipes multifuncionais para

Leia mais

Gigante mundial de diagnósticos, Quest Diagnostics, dá boas vindas a dois novos membros da Global Diagnostics Network

Com nove membros em todo o mundo, a GDN tem presença em países que cobrem dois terços da população mundial e mais de 90% do

Leia mais

Encontro dos Farmacêuticos Analistas Clínicos em SP: saiba mais sobre este importante evento

O evento Encontro dos Farmacêuticos Analistas Clínicos ocorrerá dia 27 de julho em São Paulo, tendo início as 8:30h e contará com um ciclo de atividades

Leia mais

Serion Brasil: desafios diagnósticos da Clostridium difficile e a Proteína GDH

A bactéria Clostridium difficile é a causa da diarreia infecciosa mais comumente reconhecida em ambientes de saúde. As estratégias de diagnóstico devem visar um resultado

Leia mais
Seções
Fechar Menu