fbpx

Teste NIPT básico e expandido: uma amostra de sangue que pode mudar a vida do bebê

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Até muito recentemente, o rastreio não invasivo de anomalias cromossômicas no período pré-natal era, e ainda é, realizado com ultrassonografia combinada à triagem bioquímica no soro materno. Porém, por conta da baixa especificidade, na maioria dos casos os resultados indicam indevidamente a necessidade de uma coleta invasiva.

Os avanços tecnológicos na análise de DNA permitiram desenvolver exames de triagem pré-natal não invasivos, como o NIPT. Vindo do nome em inglês Non Invasive Pre Natal Testing, é baseado no estudo de DNA fetal livre em sangue materno e capaz de estudar diferentes condições cromossômicas com maior sensibilidade e especificidade. Não há risco para a mãe e o bebê, pois não requisita a coleta de líquido amniótico ou biópisa de vilosidade coriônica.

Como funciona

O NIPT analisa a amostra de sangue materno por meio de técnicas de sequenciamento de DNA de nova geração (NGS), e pode abranger até 4 condições na versão básica e até 10 condições na versão expandida. É possível, inclusive, identificar o sexo do bebê (mesmo em caso de gêmeos).

O NIPT indica o risco de o feto ser portador de anomalias cromossômicas numéricas nos cromossomos 21, 18, 13 e os sexuais X e Y. Este tipo de triagem é destinado principalmente para a detecção das Síndrome de Down (T21), Edwards (T18) e Patau (13).

Rapidamente integrado ao cuidado da gestante a partir de 9 semanas completas, ajuda a preparar o tratamento adequado com antecedência em caso de alterações – ao mesmo tempo que confere com segurança uma gravidez mais tranquila para aquelas sem alterações.

Feito com apenas uma amostra de sangue da paciente, o resultado fica pronto em 15 dias nas duas versões. Como os dois testes são feitos a partir da mesma amostra, o laboratório pode solicitar a versão básica e depois expandir – sem precisar de uma nova coleta.

Medicina de precisão

No Alvaro Apoio, este exame é realizado pela GeneOne.

Laboratório de genômica com especialização em medicina personalizada, oferece corpo técnico e clínico altamente especializado, amplo portfólio de testes, suporte a diagnóstico de doenças raras e hereditárias, avaliação genética germinativa e somática em oncologia, além de equipamentos e metodologias de última geração.

Pioneirismo, qualidade e excelência médica são as prioridades que direcionam as ações de desenvolvimento dos testes genéticos, dos resultados laboratoriais reportados e do suporte clínico-laboratorial realizado para os médicos e laboratórios parceiros.

Tenha este e outros exames da GeneOne em seu portfólio e ofereça o que há de mais inovador aos seus pacientes. Clique e conheça.

Confira a ultima edição da Newslab

Em 10 anos, SUS gasta quase R$ 3 bilhões apenas com consequências de acidentes de trânsito

Conteúdo: reprodução do Conselho Federal de Medicina  No Brasil, a cada 60 minutos, em média, pelo menos cinco pessoas morrem vítimas de acidente de trânsito.

Leia mais

Com foco na excelência em logística hospitalar, Bomi marca presença na Hospitalar 2019

A Bomi, multinacional italiana conhecida pela excelência em soluções logísticas altamente qualificadas e personalizadas, apresentou na Feira Hospitalar 2019, maior evento da área de saúde

Leia mais

Software desenvolvido pela Siemens Healthineers rastreia de risco fetal: inovações da Hospitalar 2019

Em sua 26ª edição, a HOSPITALAR 2019, um dos principais eventos de negócios e inovações tecnológicas para a área médica, tanto no mercado nacional como

Leia mais

O controle da temperatura e umidade do ambiente hospitalar é crucial: conheça as soluções da Thermomatic

Uma das questões que mais preocupam autoridades dos setores de saúde, com certeza é a infecção hospitalar.  Estima-se que no Brasil esse problema atinja 10%

Leia mais
Seções
Fechar Menu