fbpx

Técnica de alta performance garante precisão e rapidez na aplicação de testes toxicológicos | Newslab 143

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

O exame toxicológico que aplica o método quantitativo direto na detecção de drogas mudou o mercado nacional de análises clínicas. Considerada a mais avançada do setor, a técnica utiliza equipamentos do tipo LC/MS-MS (cromatografia líquida acoplada à espectrometria de massas), gerando resultados precisos e confiáveis em poucos dias.

Feito por meio da extração da queratina, proteína estrutural presente em fios de cabelo e pelos, o método é capaz de detectar diversas drogas e metabólitos da maconha, cocaína, anfetaminas, entre outros. A análise também identifica os níveis das substâncias presentes nas amostras. Dirigido pelos biomédicos Cláudio Sodré e Lucelaine Morales, o Laboratório Sodré foi pioneiro na implantação e desenvolvimento da metodologia no Brasil. A técnica garantiu a certificação ISO 17.025 à empresa, atestando sua capacidade na realização de testes toxicológicos de larga janela de detecção. “O método quantitativo direto, que usa a cromatografia líquida acoplada à espectrometria de massas, é classificado internacionalmente como padrão ouro e referência na área forense, sendo utilizado, inclusive, por unidades de polícia científica em todo o mundo”, explica Dr. Cláudio. “Hoje, o Laboratório Sodré realiza todas as análises pelo espectrômetro de massas, ao contrário de outros laboratórios produtores do exame, que utilizam diferentes métodos em um primeiro momento e somente aplicam a espectrometria se houver a suspeita de positividade”, confirma o biomédico.

Antes necessário somente em situações específicas, como no ingresso em carreiras públicas, por exemplo, o teste toxicológico ganhou destaque com a lei 13.103/2015, que instituiu, a partir de março de 2016, a obrigatoriedade do exame para motoristas que renovam ou retiram a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) nas categorias C, D e E, e nas contratações e demissões dos mesmos via CLT.

Na regulamentação, a janela de detecção para o teste ficou estipulado em 90 dias retroativos. Ou seja, caso o condutor utilize alguma substância ilícita nesse período, a análise irá apontar. Para a realização do exame, são coletadas duas amostras. Uma delas vai para análise e a outra fica guardada para contraprova. Rápida e indolor, a extração do material deve impactar minimamente na estética da pessoa.


Laboratório Sodré

0800 777 8547

(14) 3523-9888

www.laboratoriosodre.com.br

www.sodretoxicologico.com.br


 

Confira a ultima edição da Newslab

Inteligência artificial à serviço da prevenção: Minsait lança produto que reduz pressão sanguínea

Intitulado HCEPRO, produto integra dados e reduz pressão sanguínea de pacientes com hipertensão A Minsait, empresa Indra com foco em transformação digital, traz ao mercado

Leia mais

“Saúde Digital para todos” será foco da MV na Hospitalar 2019

Principal influenciadora da transformação digital da Saúde no Brasil, empresa líder em software de gestão expõe suas plataformas com novos recursos integrados A Saúde Digital

Leia mais

White Martins, gigante do ramo de gases industriais e engenharia, terá recorde de lançamentos

Produtos e serviços apresentados pela empresa trazem mais qualidade de vida e de atendimento aos pacientes e contribuem para melhoria do desempenho de hospitais e

Leia mais

Philips lança ultrassom portátil que pode ser conectado a qualquer celular/tablet: veja aqui novidades da marca

Para a Philips, o setor de saúde não tem fronteiras. Em um segmento tão completo, rico em inovação, com especialistas e tecnologias de pontas e,

Leia mais
Seções
Fechar Menu