fbpx

Lumiratek testes rápidos: diagnóstico precoce para dengue

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

A situação epidemiológica da dengue no Brasil é caracterizada pelo número crescente de casos graves e óbitos nos últimos dez anos

A Dengue é um flavivírus, transmitido pelos mosquitos Aedes aegypti e Aedes albopictus. Ela está amplamente distribuída em todas as áreas tropicais e subtropicais do mundo, e provoca até 100 milhões de infecções anualmente.

A identificação precoce dos casos é de vital importância para tomar decisões e implementar medidas efetivas, visando principalmente o controle da doença.

A presença do antígeno viral NS1, proteína não estrutural importante para a replicação viral, é indicativo de doença aguda e ativa. O teste rápido para detecção do antígeno NS1 deve ser realizado preferencialmente nos primeiros três dias do início dos sintomas, com o objetivo de diagnosticar o mais rapidamente pacientes com sinais de gravidade.
Anticorpos da classe IgM podem ser detectados a partir do sexto dia do início dos sintomas, embora em infecções secundárias sua detecção possa ocorrer a partir do segundo ou terceiro dia, permanecendo em média por 90 dias e os anticorpos da classe IgG podem ser detectados a partir do 90 dia na infecção primária e já estar detectável desde o primeiro dia nas infecções secundárias.

O teste rápido Lumiratek Combo Ag e Ab é um imunoensaio cromatográfico que utiliza a combinação de partículas revestidas com anticorpos IgM e IgG e antígeno NS1 para o auxílio no diagnóstico de dengue em amostras de sangue total, soro ou plasma humano, sendo realizado em 10 minutos.

Para mais informações, entre em contato através do e-mail [email protected] ou (11) 5185- 8181.

Confira a ultima edição da Newslab

Estudo identifica novas funções de molécula envolvida no melanoma

Novos testes em animais e em células de melanoma em cultura mostraram que uma molécula conhecida como RMEL3, presente na maioria dos casos desse tipo

Leia mais

Mestrado em sinalização celular na Unifesp com bolsa da FAPESP

Uma Bolsa de Mestrado da FAPESP está disponível no âmbito do projeto “Vias de sinalização de dano no DNA: mecanismos de regulação e integração com

Leia mais

Doutorado direto em metabolismo e bioenergética com bolsa da FAPESP

O Projeto Temático “Função e disfunção mitocondrial: implicações para o envelhecimento e doenças associadas”, coordenado pelo professor Aníbal Eugênio Vercesi, da Faculdade de Ciências Médicas da

Leia mais

Estudo mostra que tratamento para câncer colorretal metastático com mutação BRAF resulta em sobrevida global média de 15,3 meses

Os resultados foram anunciados pela Pierre Fabre e Array BioPharma e observados no safety lead in do estudo fase 3 BEACON com a combinação de encorafenibe, binimetinibe

Leia mais
Seções
Fechar Menu