Einstein realiza em outubro o 1º Simpósio Weizmann-Einstein

Evento reunirá cientistas da área de saúde para discutir os caminhos das descobertas em medicina, do laboratório à aplicação clínica

Localizado em Israel, o Instituto Weizmann de Ciência é um dos mais importantes centros de pesquisa do mundo e reconhecidamente líder em ciências naturais e exatas. É também um dos principais parceiros da Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein. Para discutir os caminhos da pesquisa científica em medicina que gera benefícios para a sociedade, acontece no dia 23 de outubro em São Paulo o 1º Simpósio Einstein-Weizmann. O evento reunirá pesquisadores das duas instituições. Eles apresentarão casos de estudos nas áreas de oncologia, neurologia e imunologia em busca de tratamento de doenças de grande incidência, como o câncer.

O título da reunião, “Travels from bench to bedside and back”, traduz o objetivo do encontro: serão expostos e discutidos estudos muito relevantes que saíram da bancada dos laboratórios para aplicação clínica e voltaram, por assim dizer, para os tubos de ensaio com o intuito de ser aperfeiçoados. “Todo centro médico de excelência investe em pesquisa. Porque pesquisa é exatamente isso: é começar na teoria, levar para a prática e voltar para a bancada para os ajustes. No final das contas, promovem-se o avanço da medicina e novos estudos”, explica Luiz Vicente Rizzo, diretor-superintendente de Pesquisa do Einstein.

O evento faz parte das comemorações dos 20 anos do Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa (IIEP) e contará com cinco módulos que abordarão desde a busca por novos alvos terapêuticos através da simulação computacional (“in silico”) até o caminho necessário para transformar a pesquisa em um novo produto, passando pelo aprimoramento de protocolos clínicos.

Entre os palestrantes está Tsvee Lapidot, titular da cadeira de Investigação em Células-Tronco do Departamento de Imunologia do Weizmann. Ele falará sobre sua atual pesquisa a respeito da regulação metabólica de células-tronco formadoras de sangue e osso (Metabolic regulation of blood and bone forming stem cells: The role of ROS, nitric oxide and melatonin). Nas últimas duas décadas o cientista tem estudado como é a dinâmica das células-tronco hematopoiéticas (capazes de formar todos os elementos do sangue) dentro da medula óssea. Entre suas descobertas mais recentes está a de que essas células ficam alocadas em dois tipos de nicho. Um deles, até então desconhecido, as mantém hibernadas, enquanto no outro elas estão em atividade. A pesquisa atual mostra que se os nichos que abrigam as células dormentes puderem ser manipulados, será possível obter mais células-tronco da medula para uso no transplante e, consequentemente, gerar resultados mais satisfatórios no tratamento das leucemias.

O simpósio terá ainda temas sobre abordagens terapêuticas promissoras para tratar o câncer e as doenças autoimunes e modelos inovadores de ensaios clínicos. As inscrições estão abertas e são destinadas a biólogos, biomédicos, médicos, pesquisadores, professores e pessoas com interesse em pesquisa científica.


1º Simpósio Weizmann-Einstein – Travels from bench to bedside and back 

Data: 23 de outubro em São Paulo das 8h30 às 16h30.
Local: Auditório Kleinberger (Avenida Albert Einstein, 627, Morumbi).
Informações e inscrições: https://www.einstein.br/ensino/evento/simposio_do_instituto_israelita_albert_einstein_em_parceria_com_o_weizmann_institute_of_science#/tab-6

Confira a ultima edição da Newslab

Seções

Desenvolvido por Izy.Digital

Av. 9 de julho, 3229 – Sl. 412 – Jardim Paulista – São Paulo – SP | Telefone: (11) 3900-2390

Fechar Menu