fbpx

É menino ou menina? Exame permite descobrir sexo do bebê a partir da 8ª semana de gestação

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Sexagem fetal é feita em amostra de sangue e apresenta 99% de precisão

O tradicional chá de bebê, realizado perto do sétimo mês de gestação, já ficou para trás, abrindo espaço para uma nova moda: o chá-revelação. Feito logo nos primeiros meses, o evento conta com buffet, decoração e lembrancinhas com referências de ambos os sexos, para dar as boas-vindas ao bebê. A prática já é conhecida, principalmente nos Estados Unidos, e vem ganhando cada vez mais adeptos no Brasil. Somente durante a festa é que os convidados e os pais ficam sabendo o sexo do bebê, que pode ser revelado com balões, sprays, fumaças e até no recheio do bolo.

Essa mudança foi possível somente com evoluções da biologia molecular, que permitiu que um exame de maior precisão e rapidez fosse realizado para antecipar a descoberta do sexo do bebê: o de sexagem fetal. O gerente do DB Molecular, Nelson Gaburo, comenta que, em média, são realizados no laboratório 3.500 exames desse tipo mensalmente, coletados por meio de amostra de sangue. “Enquanto o tradicional ultrassom mostra o sexo do bebê a partir do quarto mês de gestação e com precisão de aproximadamente 75%, o exame de sexagem fetal permite a revelação em apenas oito semanas e ainda apresenta 99% de confiabilidade”, explica Gaburo.

O exame é realizado com base na detecção de fragmentos do cromossomo Y, exclusivos do sexo masculino. Se o resultado apontar a presença dessa fração no plasma da mãe, significa que a gestação é de um feto do sexo masculino. Caso seja detectada a ausência do cromossomo Y, indica que a gestação é de um feto do sexo feminino. “No entanto, vale ressaltar que esse tipo de exame não detecta alterações genéticas no feto. Outros diagnósticos são necessários para saber mais sobre a saúde da mãe e do bebê”, alerta o gerente. O prazo de liberação dos resultados, segundo Gaburo, é de aproximadamente quatro dias úteis.

Sobre o DB Molecular

Localizado em São Paulo (SP), o laboratório pertence ao grupo Diagnósticos do Brasil, referência no mercado brasileiro por ser o único laboratório exclusivamente de apoio, assim como todas suas unidades de negócios. Especializado em exames nas áreas de infectologia molecular, genética humana, farmacogenética, histocompatibilidade imunogenética, doenças hereditárias e infecciosas, oncogenética, citogenética, medicina preventiva e personalizada, destaca-se no mercado pela inovação e alto índice de satisfação de clientes. Mais informações: https://dbmolecular.com.br/

Confira a ultima edição da Newslab

Ginecologista orienta sobre a prevenção do câncer do colo do útero

Dia Mundial de Prevenção à doença reforça a necessidade do exame de diagnóstico em mulheres entre 25 e 64 anos O mês da mulher é

Leia mais

Cresce em 224% o número de casos de dengue no país

Os óbitos pela doença também aumentaram 67%, entre 30 de dezembro e 16 de março de 2019, em comparação ao mesmo período de 2018, sendo

Leia mais

Avaliação do Potencial das Formigas como Vetores Mecânicos de Bactéria em Ambiente Hospitalar

Artigo publicado originalmente na Newslab 112 Resumo As formigas estão intimamente ligadas ao ser humano e, apesar de algumas espécies não interferirem na economia humana,

Leia mais
Seções
Fechar Menu