fbpx

Trombose é uma doença grave, alerta especialista

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

O risco associado é maior em mulheres tabagistas, obesas, com trombofilias ou que vão permanecer muito tempo em repouso, como viagens e cirurgias longas

A trombose venosa profunda é a formação de um coágulo de sangue que obstrui o fluxo de uma ou mais veias profundas de qualquer parte do corpo. A Dra. Dafne Leiderman, Cirurgiã Vascular e Endovascular do Hospital Dom Alvarenga, explica que a trombose mais comum é nas pernas e manifesta-se com dor, vermelhidão ou arroxeamento da pele e inchaço geralmente em uma das pernas (é característico ser assimétrico, de um lado só).

De acordo com a especialista, a doença pode acontecer espontaneamente com qualquer pessoa e, em casos suspeitos, é importantíssimo procurar um médico com urgência – ir ao Pronto-Socorro-, de preferência no mesmo dia, para que seja investigada essa possibilidade com ultrassom com doppler da perna. Se confirmada a trombose, é preciso iniciar o tratamento imediatamente, enfatiza Dra. Dafne.

Em relação à doença e o anticoncepcional e uso de terapias de reposição hormonal, a médica relata que existem fortes evidências de que o uso de contraceptivos orais combinados (estrogênio e progesterona) aumenta o risco da mulher apresentar trombose, porém esse aumento de risco na população em geral é considerado baixo, por isso é uma medicação amplamente utilizada. A especialista alerta que o risco associado é maior em mulheres tabagistas, obesas, com trombofilias (doenças hereditárias ou adquiridas que deixam o sangue mais propenso a trombose) ou que vão permanecer muito tempo em repouso como em viagens longas, internações hospitalares e após cirurgias de grande porte, principalmente ortopédicas. Entretanto, algumas vezes o uso do anticoncepcional é o único fator de risco achado para justificar a ocorrência da trombose.

A Dra. Dafne conta que o tratamento é feito com anticoagulantes, remédios ou injeções que afinam o sangue e evitam que a trombose atual aumente, que apareçam novas e ajuda a diminuir o risco de embolia pulmonar, que é a principal complicação da trombose. Também é indicado repouso com as pernas elevadas, meia elástica e consultas com o cirurgião vascular. Caso a trombose ocorra durante a utilização de anticoncepcional, é indicado parar o seu uso e buscar um outro método contraceptivo junto a um(a) cirurgião(a) vascular e ginecologista.

Confira a ultima edição da Newslab

Seções
Fechar Menu