fbpx

Sírio-Libanês é reacreditado pela CARF International

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Certificação mostra a excelência do trabalho desenvolvido pelo Centro de Reabilitação da instituição, que foi a primeira do setor privado a conquistar esse importante selo

O Hospital Sírio-Libanês foi oficialmente reacreditado pela CARF International (Commission on Accreditation of Rehabilitation Facilities), grupo independente e sem fins lucrativos fundado em 1966 para melhoria dos serviços de saúde, por seu trabalho na área de reabilitação. O Sírio-Libanês foi o primeiro hospital particular brasileiro a receber esta importante acreditação, em 2014. Ela era válida por 3 anos e, agora, a instituição foi reacreditada por mais 3 anos, que é o grau máximo. Além disso, também obteve a certificação específica para o trabalho que desenvolve com pacientes pós-AVC (acidente vascular cerebral).

“Essa certificação atesta o compromisso da instituição em oferecer ao paciente serviços de reabilitação de excelência, com base em padrões internacionais de grande reconhecimento”, explica a médica fisiatra Christina May Moran de Brito, coordenadora Médica do Serviço de Reabilitação.

Christina lembra que o selo da CARF é também interessante por introduzir o serviço a uma ampla rede internacional de centros certificados, abrindo a possibilidade de compartilhamento e cooperação.


 

Confira a ultima edição da Newslab

Estudo revela capacidade de identificar mal de Parkinson até 20 anos antes e pode levar à imenso progresso

Reprodução de BBC  Exames realizados em um pequeno número de pacientes considerados de alto risco mostraram disfunções no sistema de serotonina do cérebro, que controla

Leia mais

[Artigo Científico] Leucemia Linfoide Aguda: aspectos gerais e métodos diagnósticos

LEUCEMIA LINFÓIDE AGUDA: ASPECTOS GERAIS E MÉTODOS DIAGNÓSTICOS (REVISÃO) July Mayene Rebouças¹ , Luciana Nogueira Rebouças¹, Francisco Edson Ferreira Paz¹, Willer Malta De Sousa². 1Bacharéis

Leia mais

Vírus geneticamente modificado por grupo de pesquisadores combate o câncer de próstata

Conteúdo reproduzido: Peter Moon  |  Agência FAPESP Pesquisadores do Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (Icesp) conseguiram manipular geneticamente um tipo de vírus

Leia mais
Seções
Fechar Menu