fbpx

Simpósio debate soluções diagnósticas inovadoras e as vantagens de testes moleculares para instituições de saúde

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Evento em SP irá abordar desafios no tratamento de doenças infecciosas, como a identificação correta do agente causador e a evolução da resistência bacteriana

Entre os grandes problemas atuais no tratamento de doenças infecciosas, seja em instituições de saúde pública ou privada, estão o reconhecimento etiológico, ou seja, a identificação rápida e correta do agente causador de uma doença, além da evolução da resistência bacteriana.

A causa para isso está no uso indiscriminado de antibióticos em situações em que não há indicação, por exemplo, frente a infecções de causa viral, ou de maneira errada, sem o conhecimento do perfil de sensibilidade dos agentes bacterianos, bem como da farmacocinética (o caminho percorrido e o impacto causado pelos remédios no corpo humano) e da farmacodinâmica (ação no organismo dos medicamentos e substâncias químicas) dos antibióticos.

Esses serão alguns dos temas abordados pelos especialistas convidados no IV Simpósio de Infectologia Pediátrica do Hospital Infantil Darcy Vargas, que será realizado no dia 25 de maio de 2019, das 8h30 às 18h, na Unicid (Rua Butantã, nº 285, Pinheiros), na zona oeste de São Paulo.

A bioMérieux, empresa francesa líder mundial em diagnóstico in vitro, é uma das apoiadoras do simpósio. A companhia desenvolveu e oferece com exclusividade no País o sistema Film Array, que consiste em testes de diagnóstico rápido, em até uma hora, para dezenas de micro-organismos causadores de doenças respiratórias, gastrointestinais, meningites, encefalites e sepse.

Para um dos organizadores do Simpósio, o médico infectologista no Hospital Infantil Darcy Vargas, Marcelo Otsuka, quanto melhor se conhece a causa de uma infecção, maior será a possibilidade de reduzir o uso inadequado dos antibióticos, e consequentemente a resistência antimicrobiana, além de diminuir o custo do tratamento.

O especialista cita como exemplo o diagnóstico rápido de uma infecção por Influenza, onde é fundamental a instituição precoce do tratamento, para melhor resposta terapêutica. “Como muitas infecções virais apresentam semelhanças nas manifestações clínicas, torna-se decisiva a utilização de técnicas laboratoriais para o diagnóstico desses agentes, e sempre o mais rápido possível com valores preditivos positivo e negativo elevados”, diz o médico, que é Mestre em Pediatria pela Santa Casa de São Paulo (FCMSCSP) e Diretor Técnico de Saúde II do Hospital Infantil Darcy Vargas (HIDV).

Sendo o hospital uma instituição pública, Otsuka também destaca a importância do compartilhamento de experiências para o aprimoramento do diagnóstico clínico e laboratorial, que beneficia não somente os pacientes, mas ajuda a reduzir custos, a incidência da resistência antimicrobiana e, consequentemente, o tempo de internação.

“A oportunidade de discutirmos novas possibilidades diagnósticas inovadoras, como as técnicas moleculares para vírus, a exemplo do Film Array, debatendo seus benefícios para os pacientes e redução dos custos diretos e indiretos no atendimento destes, torna-se crucial em momentos em que há tantas restrições orçamentárias nos serviços públicos e mesmo nos particulares”, completa.

O Simpósio contará com palestrantes de instituições como Santa Casa de Misericórdia São Paulo, Unifesp, Instituto de Infectologia Emílio Ribas, Instituto da Criança do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo e Hospital Geral do Grajaú, dentre outros.

Clique aqui e conheça a programação completa.

Sobre a bioMérieux

Há mais de 50 anos no mercado, a bioMérieux é líder na área de diagnóstico in vitro. Em todo o mundo, a empresa tem o propósito de contribuir efetivamente com o desenvolvimento da saúde pública, fornecendo soluções (reagentes, equipamentos e softwares) que determinam a origem da doença e de contaminações de produtos industrializados a fim de melhorar a saúde do paciente e garantir segurança aos consumidores.

Fundada na França em 1963, a bioMérieux tem cerca de 5.800 colaboradores e está presente em mais de 150 países, por meio de 42 filiais e uma ampla rede de distribuidores.

No Brasil, a bioMérieux possui o laboratório P&D (Pesquisa e Desenvolvimento) situado no Rio de Janeiro, que foi inaugurado em 2009, e até 2014 a equipe teve como missão dar suporte à produção local da linha Imuno e desenvolver produtos de interesse para o grupo bioMérieux. No final de 2014, a visão do setor P&D da bioMérieux Brasil mudou para focar nas infecções tropicais e servir à estratégia local e global, a fim de responder às necessidades dos mercados emergentes e negligenciados.

Confira a ultima edição da Newslab

Seções
Fechar Menu