fbpx

Samsung Creative Startups aposta em inteligência artificial na saúde: conheça soluções escolhidas pelo programa

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

A tecnologia pode ser aplicada em diferentes setores para impulsionar negócios, facilitar acessos e garantir a qualidade dos serviços, entre outras vantagens. A saúde é uma das áreas beneficiadas por esses avanços, tendo como objetivo promover o bem-estar e aumento da qualidade de vida das pessoas. O Creative Startups, programa de aceleração de startups da Samsung em parceria com a Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (Anprotec) e o Centro Coreano de Economia Criativa e Inovação (CCEI), selecionou algumas healthtechs para receber investimento de até R$ 200 mil para o desenvolvimento de produtos e serviços.

A 4ª edição do Samsung Creative Startups teve o seu início em abril, com 12 startups selecionadas das áreas de educação, agronegócios e saúde. O programa tem o objetivo de incentivar o desenvolvimento tecnológico em todo o país, com soluções para melhorar os serviços. “O Samsung Creative Startups tem como diferencial o foco no desenvolvimento de produtos, não somente no modelo de negócio das startups. Isso possibilita a oferta de boas soluções, conectadas às exigências de mercado”, diz Paulo Quirino, Coordenador Nacional do Programa Creative Startups na área de Pesquisa e Desenvolvimento da Samsung.

Conheça as healthtechs selecionadas para o Batch 4:

HOOBOX 

Sediada em São Paulo e Houston, a empresa desenvolve sistemas de leitura facial para monitorar comportamentos humanos na área da saúde. A HOOBOX é a empresa por trás do Wheelie 7, um programa que consegue traduzir expressões faciais – como um beijo ou um sorriso – em comandos que usam inteligência artificial para controlar os aparelhos. 

“A HOOBOX foi fundada para garantir a segurança e o conforto de pacientes. Utilizando um reconhecedor facial de alta precisão e inteligência artificial, nossas soluções são capazes de capturar comportamentos humanos como níveis de dor, agitação, sedação e espasmos, utilizando apenas câmeras em UTI e residências. ”, explica o Dr. Paulo Pinheiro, CEO da HOOBOX.

 Site: https://hoobox.one/

FOFUUU

Desde 2016 a Fofuuu cria atividades digitais que estimulam a fala e comunicação de crianças com distúrbios de fala e linguagem, como o autismo, síndrome de Down e lábio leporino. A tecnologia reúne conceitos de fonoaudiologia, neurociência e jogos com a missão de transformá-los em aplicativos que apresentam uma alternativa mais atraente e acessível para as crianças.

A empresa foi criada a partir da experiência pessoal de Tricia Araújo, uma das fundadoras que nasceu com lábio leporino e que precisou passar por 14 cirurgias e sete anos de terapia fonoaudiológica para ter sua fala compreendida.

“Existem mais de 220 milhões de crianças no mundo com dificuldades de comunicação por diversos motivos, o que é essencial para o aprendizado. A Fofuuu quer transformar o treinamento dessas crianças em jogos divertidos, para que os pacientes consigam ter uma experiência mais atraente na hora de aprender”, diz Tricia Araújo, Diretora Criativa da Fofuuu.

Site:https://fofuuu.com/


EPISTEMIC

A startup criou um aplicativo para administrar crises de epilepsia, no qual os pacientes podem registrar convulsões, possíveis gatilhos e sintomas que podem ser analisados, em relatórios detalhados, pelos seus médicos. A tecnologia também registrará dados coletados automaticamente pelos smartwatches da Samsung, ajudando no diagnóstico e tratamento do distúrbio.

“O objetivo da Epistemic é o de aumentar a  qualidade de vida de pacientes que sofrem com epilepsia, um distúrbio que já atinge mais de 60 milhões de pessoas em todo o mundo”, comenta Paula Gomez, CEO da Epistemic. 

Site:http://www.epistemic.com.br/

Batch 4 – Creative Startups

O Creative Startups apresenta mentorias técnicas e de mercado, com treinamentos e assessorias com profissionais da Samsung.. As soluções selecionadas têm propostas nas áreas, agronegócio, educação e saúde. O programa já recebeu mais de mil inscrições desde a primeira rodada em 2016, e já acelerou 33 startups.

Ao final do Batch 4, as startups têm a chance de serem indicadas para um intercâmbio cruzado na Coreia do Sul, quando poderão apresentar as soluções desenvolvidas para investidores asiáticos. Em 2018, a IoT Makers, que criou o Galena, um roteador para Internet das Coisas que permite ao usuário conectar dispositivos como lâmpadas e smartphones e disponibiliza um sistema de autodiagnostico de segurança; e a Joga+, que desenvolveu um aplicativo para que jogadores de futebol otimizem seu desempenho em campo por meio do monitoramento das práticas feitos via smartwatch ou smartphone, foram as escolhidas. 

As startups também podem ser selecionadas para participar do Samsung Developers Conference, a conferência anual de desenvolvedores realizada pela empresa em São Francisco, na Califórnia. É o caso da Dreamkid, empreendimento que criou o Felt, plataforma de jogos interativos para ajudar as crianças a expressarem e lidarem com os sentimentos, que foi a primeira startup a participar do evento por meio do Programa.

Confira a ultima edição da Newslab

Wolters Kluwer Health lança kit para auxiliar em crises de abstinência de opioides para pacientes superarem vício

Com mais de 130 pessoas morrendo de overdose de opioides todos os dias, os sistemas de saúde dos Estados Unidos estão implementando equipes multifuncionais para

Leia mais

Gigante mundial de diagnósticos, Quest Diagnostics, dá boas vindas a dois novos membros da Global Diagnostics Network

Com nove membros em todo o mundo, a GDN tem presença em países que cobrem dois terços da população mundial e mais de 90% do

Leia mais

Encontro dos Farmacêuticos Analistas Clínicos em SP: saiba mais sobre este importante evento

O evento Encontro dos Farmacêuticos Analistas Clínicos ocorrerá dia 27 de julho em São Paulo, tendo início as 8:30h e contará com um ciclo de atividades

Leia mais

Serion Brasil: desafios diagnósticos da Clostridium difficile e a Proteína GDH

A bactéria Clostridium difficile é a causa da diarreia infecciosa mais comumente reconhecida em ambientes de saúde. As estratégias de diagnóstico devem visar um resultado

Leia mais
Seções
Fechar Menu