fbpx

Pesquisa da UFSCar avalia saúde cardiovascular de diabéticos

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Estudo de doutorado convida voluntários para testes e avaliações gratuitos

Uma pesquisa de doutorado, desenvolvida no Programa de Pós-Graduação em Fisioterapia (PPGFt) da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), está recrutando voluntários para avaliar a saúde cardiovascular de homens com diagnóstico de diabetes mellitus tipo 2. O estudo é realizado por Stephanie Linares, sob orientação de Aparecida Maria Catai, docente do Departamento de Fisioterapia (DFisio) da UFSCar.

A diabetes mellitus tipo 2 é um distúrbio metabólico caracterizado pelo elevado nível de glicose no sangue, já que o corpo não produz insulina ou cria resistência a ela. Os sintomas mais comuns são sede excessiva, micção frequente e perda de peso. Entre as complicações de longo prazo estão doenças cardiovasculares, acidente vascular cerebral, retinopatia diabética que pode causar cegueira, insuficiência renal e má circulação de sangue nos membros inferiores. Além disso, a doença leva a uma alteração na estrutura vascular e no sistema nervoso autonômico, prejudicando o controle da frequência cardíaca e da pressão arterial de forma sistêmica.

De acordo com a pesquisadora Stephanie Linares, indivíduos com diabetes tipo 2 também apresentam comprometimento micro e macrovasculares que acarreta diminuição da aptidão e da potência aeróbia caracterizadas pela lenta resposta do organismo no consumo de oxigênio. “Segundo a Sociedade Brasileira de Diabetes, mudanças no estilo de vida, como a inclusão de prática de exercício físico, podem minimizar os efeitos deletérios da doença e diminuir a incidência da diabetes em até 43%”, aponta Linares.

A proposta do estudo é avaliar os efeitos de terapia por fotobiomodulação (FMB), que utiliza a luz como princípio do tratamento nas pessoas afetadas. “A hipótese central desse projeto é que a terapia por FBM influencie as respostas aeróbias, impactando de forma positiva na capacidade funcional e na glicemia dos indivíduos com diabetes”, explica a pesquisadora. Para Linares, os resultados da pesquisa poderão auxiliar no desenvolvimento de novos protocolos de intervenção nesta população, promovendo melhora da reserva fisiológica e da capacidade funcional e mais qualidade de vida.

Para desenvolver o estudo estão sendo recrutados homens entre 40 e 64 anos de idade, com diagnóstico de diabetes tipo 2 há pelo menos seis meses. Os voluntários passarão por testes e avaliações clínicas e de composição corporal, realizados no Laboratório de Fisioterapia Cardiopulmonar, do DFisio da UFSCar, e por exames laboratoriais. Todas as avaliações são gratuitas e os participantes receberão cópias dos exames. Interessados devem entrar em contato com a pesquisadora até o mês de junho pelos telefones (16) 3351-8705 ou (17) 98132-9090 (ligação ou WhatsApp) ou pelo e-mail [email protected]. Projeto aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da UFSCar (CAAE: 80989017.6.0000.5504).

Confira a ultima edição da Newslab

Estudo identifica novas funções de molécula envolvida no melanoma

Novos testes em animais e em células de melanoma em cultura mostraram que uma molécula conhecida como RMEL3, presente na maioria dos casos desse tipo

Leia mais

Mestrado em sinalização celular na Unifesp com bolsa da FAPESP

Uma Bolsa de Mestrado da FAPESP está disponível no âmbito do projeto “Vias de sinalização de dano no DNA: mecanismos de regulação e integração com

Leia mais

Doutorado direto em metabolismo e bioenergética com bolsa da FAPESP

O Projeto Temático “Função e disfunção mitocondrial: implicações para o envelhecimento e doenças associadas”, coordenado pelo professor Aníbal Eugênio Vercesi, da Faculdade de Ciências Médicas da

Leia mais

Estudo mostra que tratamento para câncer colorretal metastático com mutação BRAF resulta em sobrevida global média de 15,3 meses

Os resultados foram anunciados pela Pierre Fabre e Array BioPharma e observados no safety lead in do estudo fase 3 BEACON com a combinação de encorafenibe, binimetinibe

Leia mais
Seções
Fechar Menu