fbpx

AbbVie Apresenta Novos Resultados de Estudos Clínicos com Venetoclax, tratamento em pesquisa para Diversos Tipos de Câncer no Sangue Difíceis de Tratar

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Os resultados serão apresentados durante o 23° Congresso Anual da Associação Europeia de Hematologia

A AbbVie (NYSE: ABBV), companhia biofarmacêutica global dedicada à pesquisa, apresentará dados de estudos clínicos em vários tipos de câncer no sangue, que avaliam a molécula venetoclax, o primeiro medicamento da categoria de inibidores de BCL-2, como monoterapia ou em combinação com outras terapias, durante o 23o. Congresso Anual da Associação Europeia de Hematologia, que acontece de 14-17 de Junho, em Estocolmo, Suécia. No total, serão apresentados 11 trabalhos, que incluem resultados de estudos de venetoclax em leucemia linfoide crônica, leucemia mieloide aguda, mieloma múltiplo e leucemia linfoblástica aguda. Os principais trabalhos da AbbVie que serão apresentados no EHA podem ser acessados em www.ehaweb.org.

Venetoclax é desenvolvido pela AbbVie e Roche, com comercialização pela AbbVie fora dos EUA e pela AbbVie e Genentech, uma empresa do grupo Roche, nos EUA. No Brasil, venetoclax, foi submetido para avaliação da agência regulatória brasileira para o tratamento de LLC, encontra-se em análise e não está aprovado até o momento.

“A abrangência dos estudos de venetoclax que serão apresentados durante o EHA, em quatro tipos de câncer hematológicos, é um indicador do potencial deste tratamento para pacientes que vivem com câncer no sangue ao redor do mundo” 2 afirmou o médico Neil Gallagher, Ph.D. e chefe de desenvolvimento clínico em oncologia da AbbVie. “Temos o compromisso de explorar outras aplicações deste medicamento em nossos esforços em suprir necessidades médicas ainda não atendidas e desenvolver novos tratamentos que atuem nos processos principais da progressão da doença”.

Na Europa, venetoclax, um inibidor de BCL-2, tem indicação para tratamento de LLC na presença de mutação TP53 ou deleção (falha) no cromossomo 17p, em pacientes adultos não elegíveis ou que não responderam a inibidores de receptor de célula B, e para o tratamento de LLC em pacientes adultos (sem deleção 17p ou mutação TP53) que não responderam à quimioterapia e inibidor de receptor de célula B.3 Também está sendo estudado para o tratamento de pacientes com vários tipos de câncer no sangue 3,4.5.6,7 .

A proteína BCL-2, que pode estar em excesso em pacientes com LLC3, evita a apoptose de algumas células, incluindo linfócitos. A apoptose é a morte celular programada, ela acontece com a maioria das células humanas, sendo este um processo benéfico e normal. Fatores que bloqueiem a apoptose podem causar crescimento celular descontrolado. A resistência à apoptose é uma característica da maioria dos cânceres, ou seja, as células cancerosas não morrem, formando tumores e resistindo ao tratamento.

Como a proteína BCL-2, que evita a apoptose, está em excesso nos pacientes com LLC, a morte das células cancerosas é dificultada. Venetoclax age inibindo a ação da proteína BCL-2.

Para mais informação sobre as pesquisas da AbbVie em oncologia, acesse “Breaking the Rules of Science to Treat Cancer,” em www.abbvie.com.


Referências:

  1. Hallek M, Cheson BD, Catovsky D, et al. Guidelines for diagnosis, indications for treatment, response assessment and supportive management of chronic lymphocytic leukemia. Blood. 2018;806398.
  2. World Cancer Research Fund International. Worldwide data. Disponível em: http://www.wcrf.org/int/cancer-facts-figures/worldwide-data Último acesso em 17 de maio de 2018.
  3. Resumo das características de venetoclax na Europa
  4. Clinicaltrials.gov. NCT01889186: A Study of the Efficacy of ABT-199 in Subjects with Relapsed or Refractory Chronic Lymphocytic Leukemia with the 17p Deletion. Acessado em maio de 2018.
  5. Clinicaltrials.gov. NCT01994837: A Phase 2 Study of ABT-199 in Subjects with Acute Myelogenous Leukemia (AML). Acessado em maio de 2018
  6. Clinicaltrials.gov. NCT01794520: Study Evaluating ABT-199 in Subjects with Relapsed or Refractory Multiple Myeloma. Acessado em maio de 2018
  7. linicaltrials.gov. NCT01328626: A Phase 1 Study Evaluating the Safety and Pharmacokinetics of ABT-199 in Subjects with Relapsed or Refractory Chronic Lymphocytic Leukemia and Non-Hodgkin Lymphoma. Acessado em maio de 2018.
Confira a ultima edição da Newslab

Seções
Fechar Menu