fbpx

Papanicolau: importância e tipos do exame

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

O exame de citologia em base líquida ginecológica ThinPrep aumenta a chance de detecção precoce do câncer do colo do útero

O Papanicolau é um dos exames mais importantes na saúde da mulher e tem como objetivo diagnosticar precocemente o câncer do colo do útero – o terceiro tumor mais comum entre as brasileiras. Segundo as diretrizes brasileiras, o intervalo entre os exames de Papanicolau deve ser de três anos, após dois exames anuais resultarem como negativos.

Também chamado de preventivo, o Papanicolau deve ser realizado por todas as mulheres de vida sexualmente ativa, presente ou passada, que pertençam à faixa etária de 25 a 59 anos, por ser a faixa etária de maior ocorrência das lesões precursoras de alto grau passíveis de serem efetivamente tratadas e não evoluírem para câncer. A continuidade do rastreamento após os 60 anos deve ser individualizada e, após os 65 anos, a recomendação é de suspender o rastreamento se os dois últimos exames dentro de um período de 5 anos estiverem normais.

Mas infelizmente não é bem assim que acontece. Segundo a FEBRASGO (Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia), cerca de 50% das pacientes brasileiras de câncer de colo de útero relatam nunca terem feito um exame durante a vida e a proporção daquelas que não realizam o exame regularmente é relevante.

Como funciona o exame?

O processo de coleta do exame Papanicolau convencional envolve raspar as células do colo do útero com o auxílio de uma espátula e espalhá-las em uma lâmina de vidro, seguida pela fixação das células na lâmina em álcool absoluto e posterior coloração das células para visualização em microscópio.

O professional capacitado busca ao microscópio, então, a presença de células de tamanho, contorno, coloração ou agrupamentos alterados para detecção de lesões precursoras do câncer de colo de útero ou de células francamente malignas.

A citologia em base líquida ginecológica ThinPrep garante resultados mais precisos

A citologia em base líquida ginecológica ThinPrep consiste em um exame de Papanicolau no qual a coleta das células é realizada através do uso de uma escova (para coletar as células presentes dentro do canal cervical) e de uma espátula (para coletar as células presentes na superfície exterior do colo de útero) que são, posteriormente agitadas em um frasco de meio preservante líquido. Desenvolvido pela Hologic Inc. – pioneira no desenvolvimento de tecnologias para a saúde da mulher, como a mamografia digital em 3D – a citologia em base líquida ginecológica ThinPrep se converteu no método citológico de rastreamento de câncer de colo de útero mais utilizado nos EUA, tornando-se o método de eleição para citologia ginecológica dos gigantes conglomerados norte-americanos LabCorp e Quest.

A citologia em base líquida ginecológica ThinPrep foi posta à prova em mais de 250 publicações científicas independentes e mostrou-se significativamente mais eficaz do que o Papanicolau convencional para detecção de lesões precursoras de baixo grau (equivalente à classificação Neoplasia Intraepitelial Cervical I ou NIC I do Papanicolaou), de lesões precursoras de alto grau (equivalente à classificação Neoplasia Intraepitelial Cervical II e/ou III ou NIC II/NIC III do Papanicolaou) e de células glandulares informativas da presença de adenocarcinomas. Além disso, a citologia em base líquida ThinPrep também permite que a amostra de células remanescente da preparação da lâmina microscópica seja utilizada em testes de biologia molecular para detectar o Papilomavírus Humano (HPV), e infecções sexualmente transmissíveis (IST) como a clamídia e os gonococos, dentre outros patógenos.

A preparação da lâmina microscópica da citologia em base líquida é realizada em instrumentos semi-automatizados (ThinPrep Processor 2000) ou completamente automatizados (ThinPrep Processor 5000 / 5000 Auto Loader) e utiliza-se de uma etapa de filtragem do líquido que impede que as eventuais hemácias e células inflamatórias e os elementos de obscurecimento presentes na amostra sejam transferidos para a lâmina. Assim, a qualidade das células e a sua morfologia é preservada, e a distribuição das mesmas em uma monocamada homogênea na lâmina permite que o profissional capacitado identifique com maior facilidade alterações morfológicas suspeitas.

A citologia em base líquida ginecológica ThinPrep oferece também a opção de detecção de células anormais através de imagens

O investimento científico da Hologic Inc. não se limitou ao desenvolvimento do meio de coleta e dos instrumentos de preparação de lâminas no que se refere à citologia em base líquida ginecológica ThinPrep. Para oferecer aos laboratórios a elevação de produtividade aliada à detecção mais sensível e específica de ASCUS e NIC II/NIC III e à redução da taxa de resultados falso-negativos, a Hologic Inc desenvolveu duas opções de instrumentos para leitura automatizada de lâminas microscópicas de citologia em base líquida ginecológica ThinPrep: o ThinPrep Imaging System (para laboratórios de grande demanda) e o Integrated Imager (para laboratórios de baixa a médica demanda). Nestes sistemas, cada lâmina é escaneada digitalmente e um algoritmo de software computacional identifica campos de visão com células suspeitas, salvando a sua localização na lâmina. Em seguida, o sistema apresenta estes campos para que o profissional capacitado revise a leitura automatizada e feche o diagnóstico da lâmina.

Sobre a Hologic

A Hologic (https://www.hologic.com) é uma empresa líder de mercado em mamografia e biópsia de mama e pioneira na criação de tecnologia para mamografia digital. Desenvolve, fabrica e fornece sistemas médicos de imagem e diagnóstico relacionados com a saúde feminina e também tecnologias de imagem digital para aplicações gerais de radiografia e mamografia. Com a missão de ajudar as mulheres a terem vidas mais longas e saudáveis, a Hologic une tecnologia de ponta e ótimo custo-benefício, para oferecer diagnósticos e tratamentos mais precisos e cada vez menos invasivos. No Brasil, seus equipamentos já estão presentes em hospitais de referência, além de clínicas espalhadas por todo o país.

Sobre Papanicolau ThinPrep

O teste de Papanicolau ThinPrep foi aprovado pela Food and Drugs Administration (FDA) dos EUA em 1996. Desde sua introdução, o teste se tornou o mais utilizado no país e é usado por 90% dos 50 principais Melhores Hospitais dos EUA para Ginecologia. É o único teste aprovado pela FDA para uso com todos os testes adjuntos de HPV e vários testes podem ser feitos a partir da mesma amostra.

Confira a ultima edição da Newslab

Ginecologista orienta sobre a prevenção do câncer do colo do útero

Dia Mundial de Prevenção à doença reforça a necessidade do exame de diagnóstico em mulheres entre 25 e 64 anos O mês da mulher é

Leia mais

Cresce em 224% o número de casos de dengue no país

Os óbitos pela doença também aumentaram 67%, entre 30 de dezembro e 16 de março de 2019, em comparação ao mesmo período de 2018, sendo

Leia mais

Avaliação do Potencial das Formigas como Vetores Mecânicos de Bactéria em Ambiente Hospitalar

Artigo publicado originalmente na Newslab 112 Resumo As formigas estão intimamente ligadas ao ser humano e, apesar de algumas espécies não interferirem na economia humana,

Leia mais
Seções
Fechar Menu