fbpx

Iricell 3000 – Levando a urinálise para o futuro

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Atualmente os departamentos de urinálise precisam de tecnologias avançadas e estratégias verdadeiramente inovadoras. Por isso a Beckman Coulter, após aquisição da fabricante Iris, oferece ao mercado brasileiro uma solução de teste de urinálise completa. Iris otimiza e avança a urinálise e os testes de fluido corporal por meio de uma tecnologia patenteada chamada Morfologia de Fluxo Digital —uma tecnologia única, concebida especificamente para a microscopia urinária e para a avaliação de partículas, e que usa a inteligência artificial não apenas minimizar a subjetividade do resultado, mas para potencializar o trabalho do ser humano.

Com a Morfologia de Fluxo Digital, Iris capacita os laboratórios a acelerar a entrega de resultados precisos do paciente com menos subjetividade. É uma melhoria do fluxo de trabalho com a qual seu laboratório pode contar.

Mas como funciona a Morfologia de Fluxo Digital?

A Morfologia de Fluxo Digital é uma tecnologia incomparável, visto que isola, identifica e caracteriza as

partículas na tela, eliminando praticamente a necessidade do exame microscópico.

O Sistema Automatizado de Microscopia de Urina iQ 200 Series apresenta uma amostra como uma lâmina entre camadas envelopadas para um microscópio ligado a uma câmera de vídeo CCD (dispositivos de carga emparelhada). Essa laminação posiciona a amostra exatamente dentro da profundidade do foco e do campo de visão das lentes objetivas do microscópio. A laminação é o planar equivalente ao foco hidrodinâmico axial, utilizado para posicionar células em determinados tipos de contadores de células sanguíneas e citômetros de fluxo, porém utilizando imagens ao invés de fluorescente. Ela tem a vantagem adicional de obter orientação ortoscópica de partículas, apresentando partículas assimétricas com seu maior perfil direcionado para captação da imagem.

 

1
Esquema ilustrativo da metodologia de captura de imagem

 

Até 500 quadros por amostra são capturados através de uma câmera digital CCD. Cada partícula em cada um destes 500 quadros é separada de seu quadro e individualizada, para que suas características sejam analisadas. O exclusivo software APR® (auto-particule recognition) é uma rede neural altamente treinada, com algoritmos baseados na análise de mais de 26.000 imagens conhecidas de partículas, que mensuram 4 características do sedimento: TAMANHO, FORMA, CONTRASTE e TEXTURA e, através de seu resultado matemático classifica cada partícula em uma dentre as doze categorias: GBVs, GBBs, Piócitos, Cilindros hialinos, Cilindros não classificados, Células epiteliais escamosas, Células epiteliais não escamosas, Bactérias, Leveduras, Cristais, Muco e Esperma. Além disso, há 27 subclassificações predefinidas para a identificação de tipos específicos de cilindros, cristais, células epiteliais não escamosas, dismórficas e outros.

Esquema ilustrativo da classificação das partículas
Esquema ilustrativo da classificação das partículas

 

Tabela de partículas auto-classificadas
Tabela de partículas auto-classificadas

 

Exemplo de tela de resultados na categoria selecionada Glóbulos Vermelhos
Exemplo de tela de resultados na categoria selecionada Glóbulos Vermelhos

Todas as imagens das partículas são classificadas e exibidas para o operador a partir das categorias de classificação automática, o que acelera o processo de análise e validação das amostras. Embora a classificação das partículas seja auxiliada pelo computador, o poder de análise humano pode ser exercitado e é potencializado através da comparação facilitada proporcionado pelo agrupamento em categoria. Existe também a opção de auto-liberação, que pode ser parametrizada pelo laboratório tornando o sistema mais independente para as amostras normais.

A Morfologia de Fluxo Digital proporciona a padronização da abordagem da microscopia tornando-a mais objetiva e reprodutível.

Iricell 3000: A automação em sua mais eficiente forma.


Conheça mais em

beckmancoulter.com/urinalysis


 

Confira a ultima edição da Newslab

Edição genética pode ser a esperança de cura para portadores de Beta talassemia

A beta talassemia um tipo de hemoglobinopatia, sendo uma doença genética monogênica, ou seja, causada pela mutação em único gene. Sua causa reside na mutação

Leia mais

Big data e Machine Learning: a saúde do futuro de mãos dadas com a ciência da computação

Você sabe o que é Big Data? Uma breve introdução à um tema de relevância cada dia maior para o futuro das ciências e do

Leia mais

Recondicionamento de produtos para saúde usados – desafios para uma nova regulação do tema pela ANVISA

Por Patrícia Fukuma¹  Há mais de uma década, o recondicionamento e comercialização de produtos para saúde usados   vem sendo objeto de discussão entre ANVISA e

Leia mais

Conheça o novo portal de compras da A Bunzl Saúde

A Bunzl Saúde, uma divisão do Grupo Bunzl, lançou em janeiro o seu mais novo Portal de Compras. A proposta é oferecer aos clientes uma melhor

Leia mais
Seções
Fechar Menu