fbpx

Sociedade Brasileira de Patologia cria fórum permanente de ensino em patologia

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

A iniciativa pretende promover melhorias no ensino da patologia no país

A Sociedade Brasileira de Patologia (SBP) realizou, na última sexta-feira, 29, e sábado, 30 de março, o Fórum de Ensino da Patologia. Com a presença de cerca de 20 profissionais da área, foram discutidos temas importantes relacionados ao ensino da Anatomia Patológica nos cursos de Medicina no Brasil atualmente.

O evento também marcou o início do Fórum Permanente de Ensino em Patologia, que acontecerá periodicamente, de acordo com as decisões deste primeiro encontro. Entre os assuntos a serem debatidos está a falta de professores médicos patologistas no país.

Segundo Geraldo Brasileiro Filho, professor de Patologia na Faculdade de Medicina da UFMG e um dos coordenadores do Fórum, um ponto que agrava essa situação é o grande crescimento de faculdades de Medicina sem o devido aumento do número de profissionais aptos a ensinarem a Patologia.

“Nesse sentido, existe uma preocupação nacional de que nós precisamos, como professores da disciplina, tentar incentivar, motivar e atrair os estudantes de Medicina para a nossa especialidade. E, sobretudo, naturalmente para a carreira docente”, salientou Brasileiro.

O estudante da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto – USP, Fabio Celeste, esteve presente e contou que foi bom perceber o interesse e o empenho dos professores médicos patologistas em melhorar o ensino da graduação: “Eu estou saindo desse encontro bastante contente e seguro de que isso contribuiu muito para a minha formação”.

Após palestras e discussões de temas, os participantes definiram quatro diferentes grupos de trabalho para agir em prol da melhoria do ensino de Patologia, aprimoramento da formação dos professores, divulgação da Patologia como especialidade médica e da ampla possibilidade de atuação dos médicos patologistas, incluindo na docência e pesquisa. São eles: Metacognição, estratégias e recursos de ensino-aprendizagem; Pedagogia e didáticas: objetivo, conteúdo, competências e novas abordagens no ensino da Patologia (currículos integrados, estudo de casos, entre outros); Avaliação do aprendizado; e Material Didático. Foi decidido ainda que haverá um esforço conjunto da SBP e dos professores participantes para realizar um mapeamento do ensino da Patologia no país.

Os associados da SBP interessados em participar dos grupos de trabalho ou do Fórum Permanente de Ensino podem enviar um e-mail para: [email protected]

Confira a ultima edição da Newslab

Seções
Fechar Menu