fbpx

Programa Nacional para Profissionalização da Gestão Laboratorial – PROGELAB

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Por Humberto Façanha*


Na origem deste programa, encontramos a necessidade de resolver um grave problema que atualmente assola o mercado das análises clínicas no Brasil, o qual pode ser sintetizado por: “RISCO CRESCENTE DE INSOLVÊNCIA DOS LABORATÓRIOS CLÍNICOS DECORRENTE DA QUEDA DA COMPETITIVIDADE”. O objetivo do PROGELAB é ajudar a solucionar este problema, não somente dos empresários do setor, na medida em que os laboratórios empregam milhares de pessoas, muitas das quais são arrimo de família e, num sentido mais amplo, da sociedade em geral, pois recepcionam e coletam mais de meio milhão de pacientes/dia. Ainda, segundo a literatura médica, “70% das decisões tomadas pelos profissionais de saúde, estão baseadas nos resultados dos exames laboratoriais, os quais fornecem informações que podem ser utilizadas para fins de diagnóstico e prognóstico, prevenção, grau de risco para determinadas doenças, definição de tratamentos e até mesmo, em alguns casos, evitar alguns que podem ser desnecessários”.

A importância do tema fica evidente, então, resta saber como colaborar na solução do problema. Com este intuito, visando a sobrevivência e a rentabilidade dos laboratórios clínicos, planejamos e estamos implantando o projeto denominado “PROGRAMA NACIONAL PARA PROFISSIONALIZAÇÃO DA GESTÃO LABORATORIAL – PROGELAB”. Esse projeto se enquadra na área da gestão econômica aplicada para laboratórios clínicos. Utilizamos o método dedutivo para a estruturação lógica dos processos do programa, partindo de uma visão macro para chegar no aspecto pontual da questão. Ou seja, inicia na identificação da necessidade/problema existente no mercado das análises clínicas, busca causas e propõe soluções: Sistema Integrado de Gestão – SIG, via Programa de Proficiência em Gestão Laboratorial – PPGL e Sistema de Apoio à Decisão Rápida e Inteligente – SADRI. Estas duas ferramentas (PPGL e SADRI), desenvolvidas por nós, constituem a essência da prática da gestão econômica profissional para laboratórios clínicos.

São sistemas inéditos, dotados com processos de benchmarking competitivo, cujo propósito se resume em viabilizar aos pequenos e médios laboratórios clínicos, de forma prática, simples, à distância e sem custos de implantação, sistemas acessíveis de gestão, para os profissionais cuja formação universitária não tratou com profundidade deste tema. E, atualmente, onde os gestores laboratoriais lutam por centavos em se tratando da produtividade na realização dos exames, as perspectivas não são boas se não houver gestão profissional nestas organizações.

Então, disponibilizamos para o mercado das análises clínicas, estas duas contribuições, o Programa de Proficiência em Gestão Laboratorial – PPGL e o Sistema de Apoio à Decisão Rápida e Inteligente – SADRI, únicos com processo de benchmarking competitivo, abrangendo mais de uma centena de laboratórios no seu banco de dados, para diversos indicadores, gerais e específicos, desde a rentabilidade econômica, ponto de equilíbrio, até os custos de produção dos exames, rentabilidade de equipamentos, setores e clientes. Ainda, geram alternativas para produzir as informações necessárias aos executivos na tomada de decisões otimizadas matematicamente. Temos a satisfação de proporcionar ao universo dos gestores laboratoriais, produtos inéditos, sem similares, que efetivamente, podem ajudar a resolver os problemas da gestão econômica dos pequenos e médios laboratórios, fato facilmente comprovado, pelos depoimentos dos seus usuários. Estes dois produtos (PPGL e SADRI) constituem a prática da gestão econômica aplicada para laboratórios. Formam o fundamento prático do PROGELAB, o “mundo real” dessas organizações proporcionado pela gestão econômica. Já o fundamento teórico do projeto é denominado “Capacitação”, composta por dois referenciais, um teórico e outro prático.

Caros leitores, essa é a proposta do PROGELAB. Sabemos que o desafio é imenso, mas nosso sonho é poder ajudar de uma forma ou de outra, os gestores dos laboratórios clínicos deste País a tomarem as decisões pertinentes a cada situação desafiadora que se defrontem no dia a dia das suas missões. Agradeço toda e qualquer crítica ou sugestão, pois tudo na vida pode e deve ser sempre melhorado.

Boa sorte e sucesso!


*Humberto Façanha da Costa Filho – professor e engenheiro, atualmente é diretor da Unidos Consultoria e Treinamento e do Laboratório Unidos de Passo Fundo/RS, professor do Centro de Ensino e Pesquisa em Análises Clínicas (CEPAC) da Sociedade Brasileira de Análises Clínicas (SBAC) e professor do Instituto Cenecista de Ensino Superior de Santo Ângelo (IESA), curso de Pós-Graduação em Análises Clínicas.

Contato:

(51) 99841-5153

[email protected]

Confira a ultima edição da Newslab

Seções
Fechar Menu