fbpx

Em fórum sobre desabastecimento de medicamentos, gerente da ANVISA esclarece falta de remédio usado no tratamento de linfoma

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Durante evento que discute acesso a medicação e desabastecimento de drogas no Brasil, o gerente substituto de Avaliação de Tecnologia de Registro de Medicamentos Sintéticos da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), Raphael Sanches Pereira, explicou ao público os requisitos necessários para o registro de novos medicamentos no País. Segundo Pereira, “o processo passa por diversas áreas dentro da Agência para análise de qualidade, eficácia e segurança, bula e rotulagem, e biodisponibilidade relativa”.

Questionado sobre a bleomicina, medicamento usado para tratamento de linfoma e que está em falta no Brasil, o especialista comentou que a ANVISA tem ciência do desabastecimento e reconhece a gravidade da falta da droga. Explicou ainda que a Agência está em contato com duas empresas para a regularização do medicamento. O órgão realiza reuniões semanais com as interessadas para que entreguem documentação necessária para a regularização da Bleomicina, que é de 120 dias.

Raphael informou ainda que a Anvisa considera a aprovação condicional do produto.

Confira a ultima edição da Newslab

Seções
Fechar Menu