fbpx

A Água UltraPura em testes de Diagnóstico Clínico

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Detectando câncer com uma gota de água ultrapura

Você sabia que podemos fazer a detecção de câncer utilizando uma única gota de água ultrapura? E que a qualidade da água influencia o desenvolvimento de novos medicamentos? Nós da ELGA LabWater ficamos maravilhados em descobrir o quão importante é a água ultrapura nos diagnósticos clínicos!

Não se trata apenas de desempenhar um papel cada vez mais importante e crucial no desenvolvimento, testes de diagnósticos clínicos cada vez mais inovadores, mas também em auxiliar no avanço, de uma tecnologia em ascensão que é a medicina de precisão. Abaixo, veremos como o atrelamos o poder da água ultrapura nos diagnósticos clínicos tem o potencial de transformar a saúde do paciente.

Como a Água Ultrapura ajuda a melhorar os diagnósticos clínicos?

Como experts em Purificação de Água para Laboratórios, nós da ELGA LabWater, somos estimulados pelo aumento do número de tecnologias inovadoras de diagnósticos clínicos, e que estão atreladas as propriedades da água ultrapura. Por exemplo, a água ultrapura é um elemento crítico na recente tecnologia interoperativa em cirurgias de câncer, chamada MasSpec Pen.(1)

Tecnologias inovadoras de testes diagnósticos clínicos

Recentemente desenvolvido, este dispositivo de ionização portátil e descartável, libera uma pequena gota de água ultrapura sobre o tecido com suspeita de câncer. O conteúdo molecular da gota de água é então analisado por um espectrômetro de massas conectado ao dispositivo, para determinar se o perfil biomolecular é corresponde ao tecido canceroso.

O mais relevante, é que os resultados são obtidos em dez (10) segundos, e assim permite que médicos cirurgiões, identifiquem, com precisão e em tempo real, os limites do tumor – o que significa, que apenas as células cancerosas serão removidas e que as células sadias serão mantidas. Isto supera os métodos usados anteriormente, que além de consumirem muito tempo, exigem um trabalho intensivo (Ex.: detecção por imagem, crio-preservação e microscopia), diminuindo assim o tempo de recuperação dos pacientes, por reduzir o tempo de cirurgia e reduzir os cuidados pós-operatórios.

 Uma gota de água ultrapura é crítica em diagnósticos clínicos

Para a gota de água que extrai o conteúdo molecular do tecido, deve-se usar água ultrapura por vários motivos.

Primeiro, utilizando água ultrapura evita-se o risco de que contaminantes interfiram no perfil molecular do tecido canceroso. De fato, a equipe de pesquisadores que desenvolveu este dispositivo baseado em espectrometria de massas, descobriu que utilizando água ultrapura, era possível gerar perfis moleculares mais claros quando comparado com as substâncias testadas anteriormente (etanol e uma mistura de etanol/água). (2)

Segundo, a água ultrapura permite a extração química de compostos com baixo peso molecular, como metabólitos e lipídeos, do tecido. Finalmente, a água ultrapura é biocompatível com humanos, então este dispositivo é adequado para análises in-vivo, uma vez que não agride o danifica o tecido, ao contrário de outras técnicas de ionização, que danificam ou destroem o tecido-alvo.

O papel da ELGA LabWater nos diagnósticos clínicos de precisão

A medicina de precisão está transformando as áreas de healthcare e desenvolvimento de novos medicamentos e que dependem dos testes de diagnósticos clínicos – nos quais os sistemas de purificação de água são partes integrantes. Por exemplo, biomarcadores associados com doenças em pacientes, estão sendo cada vez mais monitorados pelas indústrias farmacêuticas, para predizer quais pacientes irão responder de forma favorável aos tratamentos, acelerando assim as pesquisas clínicas e fazendo com que novas drogas sejam disponibilizadas mais rapidamente aos pacientes a um custo reduzido.

Esse perfil de biomarcadores dos pacientes se baseia em técnicas de diagnósticos, tais como cromatografia líquida acoplada a espectrometria de massa (LC-MS), porém a qualidade dos dados gerados por esses testes é totalmente dependente da qualidade da água utilizada. Isso porque a água de baixa qualidade pode conter impurezas, incluindo compostos orgânicos, inorgânicos, bactérias ou partículados que podem reduzir a precisão dos dados gerados por LC-MS, como perda de resolução, picos fantasmas e mudança nos tempos de retenção.

Portanto, o alto grau de pureza da água fornecida por sistemas de purificação de água, como a linha PURELAB® da ELGA LabWater (3), pode garantir a confiabilidade dos perfis de biomarcadores, aumentando as taxas de sucesso de testes clínicos e possibilitando que os pacientes recebam tratamentos potencialmente transformadores.

Testes de auto-diagnósticos – uma ajuda ou um obstáculo?

O surgimento da medicina de precisão acompanhou o desenvolvimento de um mercado de kits para testes de diagnóstico em casa, incluindo kits para uma enorme variedade de condições, desde a infertilidade até o HIV. Especialistas dividem opiniões sobre esses auto-testes de diagnóstico – eles poderiam marcar uma nova era da medicina diagnóstica ou apenas ser um risco para a nossa saúde. (4).

Por um lado, eles têm o potencial de fornecer kits de diagnóstico acessíveis para pessoas com pouco ou nenhum acesso a cuidados médicos em um mundo em desenvolvimento; mas, por outro lado, a remoção de testes diagnósticos do laboratório clínico profissional, por algumas vezes, gera resultados enganosos e não confiáveis. Como tal, o conselho regulatório atual é garantir que os kits de diagnósticos domésticos sejam sempre complementados por testes controlados em um laboratório clínico, onde as tecnologias analíticas mais atuais e água ultrapura de grau clínico podem garantir que a saúde do paciente não seja comprometida.

Com iniciativas notáveis e inovações ​​sendo desenvolvidas na área de diagnósticos clínicos, fica claro para nós da ELGA LabWater que esse é um momento incrivelmente interessante para a aplicação de água ultrapura como uma ferramenta biomédica.


Saiba mais:

www.veoliawatertech.com/latam

[email protected]

11 3888-8800

 

Referências:

Confira a ultima edição da Newslab

Seções
Fechar Menu